Você está aqui: Página Inicial > Baturité > Notícias > Baturité promove encontro sobre diversidade cultural
conteúdo

Notícias

Baturité promove encontro sobre diversidade cultural

Na ocasião, os presentes assistiram a filmes e palestras sobre a cultura mexicana
publicado: 07/11/2018 18h40, última modificação: 07/11/2018 19h40

No último dia 06 de novembro, o campus Baturité  promoveu a apresentação, no auditório da unidade, de um longa metragem intitulado “Viva! A vida é uma festa”. O título original traz o nome da matriarca da família “Coco”, e retrata costumes e tradições mexicanas, tendo como pano de fundo o “Día de los muertos”. 

Após a exibição do filme realizou-se uma roda de conversaonde foi possível apresentar alguns elementos e personagens que compõem a cultura mexicana retratados no longametragem, assim como também estabelecer comparações com outras culturas, inclusive com a brasileira. 

A professora palestrante da noite, a cada semestre, desenvolve com os alunos, e com a comunidade em geral, eventos que envolvam temas culturais relacionados a Língua Espanhola. No semestre vigente, a escolha deu-se pelo país México, retratando a temática do “Día de los muertos referente ao “Dia de Finados” no Brasildata celebrada no último dia 02. 

Segundo a professora Djany, o objetivo maior da exibição é trabalhar o tema cultural de forma lúdicaproporcionando a apreciação da rica cultura mexicana, destacando elementos importantes que a compõem; promover o resgate de temas voltado a família, aos valores e aos sentimentos; e, sobretudo, instigar a reflexão acera da importância da Diversidade Cultural. 

O evento, intitulado “CONHECER E RESPEITAR: RESSIGNIFICANDO AS IDENTIDADES CULTURAIS” foi organizado pela prof. Djany de Carvalho e está atrelado ao projeto “Educação para o século XXI: emancipatória, inovadora e solidária”projeto coordenado pela prof. Alisandra Cavalcante. Participaram os alunos dos cursos de Hotelaria, Letras e Administração; alunos participantes do Programa Residência Pedagógica (PRP) e do PIBID; familiares de alunos; professores e técnicos. 

Para a docente, " o resgate à Cultura e o respeito às diferenças favorece o aprendizado e o desenvolvimento dos povos, de modo geral. Finaliza-se mencionando que cada cultura é importante e que “Cultura não se sobrepõe, respeita-se.”