Você está aqui: Página Inicial > Maracanaú > Notícias > Pesquisa resulta em jogo para desenvolvimento cognitivo
conteúdo

Notícias

Pesquisa resulta em jogo para desenvolvimento cognitivo

Projeto de estudantes de Maracanaú foi premiado no VI Encontro de Iniciação Científica 2020 do Instituto Federal de Alagoas (IFAL)
última modificação: 23/12/2020 10h23
Estudantes apresentam pesquisa premiada. (Imagem: reprodução)

Estudantes apresentam pesquisa premiada. (Imagem: reprodução)

Um projeto desenvolvido no campus de Maracanaú do IFCE resultou na criação de um jogo que tem por objetivo ajudar pessoas com dificuldades cognitivas. No jogo, batizado de Genius, é dada uma sequência de cores para o jogador memorizar. A cada acerto de sequência de cores, surge uma sequência seguinte maior, até um limite máximo de finalização do jogo; em caso de erro de sequência, o jogador perde e tem que recomeçar.

Durante o desenvolvimento do projeto foram feitos testes com 32 estudantes entre 8 e 17 anos durante o maior evento de software livre e inclusão digital do campus de Maracanaú do IFCE, o COMSOLiD na edição de 2019.

O público-alvo gira em torno de entusiastas em jogos de memória e pessoas com problemas com desenvolvimento cognitivo. Para aperfeiçoar o projeto, já estão sendo pensadas melhorias para atender pessoas com deficiência visual, por meio do aumento da estrutura dos botões e o acréscimo do uso de sons informando as cores e letras em braile.

O jogo foi construído valorizando materiais que agregassem qualidade, eficiência e baixo custo tanto nos componentes estruturais quanto nos eletrônicos. Para a montagem de todo o projeto, com micro controlador PIC e estrutura,  os autores investiram em torno R$ 30,00 (Trinta reais).

O jogo Genius obteve a primeira colação no VI Encontro de Iniciação Científica do Instituto Federal de Alagoas (IFAL) de 2020; a premiação ocorreu no início de dezembro. O trabalho é de autoria do estudante Denis Pereira da Silva e do concludente Filipe de Almeida Lira do Curso de Bacharelado em Ciência da Computação. Os docentes Renata Pereira (IFAL-campus Arapiraca) e Sandro Jucá (IFCE- campus Maracanaú) orientaram o projeto. Confira aqui o momento da premiação.