Você está aqui: Página Inicial > Tauá > Notícias > Alunos de Telemática criam semáforo didático
conteúdo

Notícias

Alunos de Telemática criam semáforo didático

Sistema foi projetado, construído e programado pelas turmas da disciplina Sistemas Embarcados
última modificação: 11/12/2015 12h36
Diogenilson Aquino Turma de alunos da disciplina de Sistemas Embarcados no desenvolvimento de semáforo didático, no Laboratório de Eletrônica

Turma de alunos da disciplina de Sistemas Embarcados no desenvolvimento de semáforo didático, no Laboratório de Eletrônica

Os estudantes do curso superior Tecnologia em Telemática, campus de Tauá, desenvolveram um semáforo didático utilizando o microcontrolador PIC e empregando a linguagem C de programação. O projeto simula o cruzamento de duas vias, com o funcionamento de quatro semáforos automatizados. O sistema possibilita ainda a inclusão futura de quatro aplicações, como videomonitoramento, controle de tráfego.

O projeto foi realizado no decorrer de três semestres, pelas turmas da disciplina de Sistemas Embarcados. O professor da disciplina, Beijamim de Assis, comenta que o sistema foi desenvolvido em três etapas. “A primeira turma da disciplina fez o planejamento do projeto. A partir do

planejamento, a segunda turma construiu a parte física, montou todo o hardware. Por último, a terceira turma programou a parte lógica, com software e firmware.”, explica.

O professor Beijamim aponta que a expectativa é que o projeto seja estudado e aprimorado pelas próximas turmas da disciplina. “Esperamos que as próximas turmas da disciplina continuem estudando e aprimorando esse sistema do semáforo, desde o seu planejamento, seu hardware e firmware de funcionamento.”, complementa.

O estudante Maurício Bezerra afirma que trabalhar no desenvolvimento do sistema de semáforo foi essencial para o curso de Telemática. “Participar desse projeto, com o planejamento, construção e programação desse semáforo trouxe conhecimento de várias tecnologias e componentes de software e hardware importantes para o curso.”, conclui.

Diogenilson Aquino – campus de Tauá