Você está aqui: Página Inicial > Jaguaribe > Notícias > I Encontro Lítero-Gastronômico do IFCE campus de Jaguaribe
conteúdo

Notícias

I Encontro Lítero-Gastronômico do IFCE campus de Jaguaribe

publicado: 05/06/2019 15h13, última modificação: 05/06/2019 15h42

Encontro Lítero-gastronômico.  No último dia 03 de maio de 2019, no Campus ifceano jaguaribano, os alunos dos semestres I, II e III do Curso Integrado de Eletromecânica realizaram o I Encontro Lítero-Gastronômico, idealizado e organizado pela professora de Língua Portuguesa Nádya Gurgel e que contara com a intensa colaboração e dedicação da professora de Geografia Nicolly Santos Leite, tornando-se também uma poética forma de despedida, uma vez que as docentes estavam deixando o nosso Campus.

O Evento consistira em apresentar para a comunidade jaguaribana o talento dos alunos ifceanos na exaltação da Arte, da Música e da Cultura, nas suas mais variadas manifestações. As equipes de discentes haviam feito as escolhas dos ícones artísticos que iriam representar e, assim, no auditório e em salas de aula, em apresentações nos turnos manhã e tarde, exibiram com extrema primazia as suas pesquisas, performances, figurino e cenografia quanto a ícones do Rock Nacional, exaltando Mamonas Assassinas (com incrível atuação da equipe, devidamente espontânea e animadíssima, “trajada de Mamonas”, ocupando todos os espaços delimitados da sala, e fazendo a plateia se sentir diante da saudosa Banda) e Legião Urbana (através da apresentação de slides com áudios de membros da própria equipe em retrospectiva da inolvidável Banda de Renato Russo), quiz, voz, da aluníssima primeiranista Vitória Soares, e violão, sob a maestria da aluna segundanista Natália Alves); quanto ao Rock Internacional, realizaram grandiosa homenagem às bandas The Beatles e Guns N’ Roses (e tiveram super sucessos tocados, ao vivo e em cores, ao som de guitarra, com a participação especialíssima do Professor ifceano de Música, Wellington Borges, e do aluno primeiranista Luís Felipe, bem como havia a voz fascinante da acadêmica ifceana, do Curso de Ciências Biológicas, Laís Mourão, interpretando sucessos das supracitadas Bandas estrangeiras.

               Quanto à Música Regional Nordestina do Brasil: o Rei do Baião, Luiz Gonzaga (com a participação de uma dupla jaguaribana tocando sanfona e os alunos, Mateus Vituriano e Marcos Antônio, fazendo “aboiadas”) e cenário eivado gibões, cactos, potes e sanfonas. O aluno primeiranista Alan Vieira estava devidamente trajado com a indumentária de um vaqueiro, e fora bastante requisitado para selfies! E para o enaltecimento da Literatura Brasileira, estivera presente, claro, o sensacional Pai do Realismo Brasileiro, Machado de Assis (com quiz, exibição dos dois vídeos produzidos pela Caixa Econômica Federal acerca do autor- no qual o primeiro cometera o ato falho de esquecer a negritude do autor- e a encenação da divertida peça “Peça Dom Casmurro”). Gonzagão e Machado de Assis ocuparam, cada um, uma metade do auditório e dinamizaram demais aquele amplo e refrigerado espaço. Clarice Lispector fora a única celebridade literária a receber sala individual, que fora palco de dramatização de entrevista com a Autora e explanação envolvente e emocionante acerca de sua biografia e bibliografia.

O genial poeta telúrico cearense, Antônio Gonçalves da Silva, mais conhecido pelo epíteto de Patativa do Assaré, também recebera linda e emocionante homenagem, emoldurado por uma decoração em mix de tecnologia, com jogos de luzes, e rusticidade, tendo, todos os membros da equipe - sob a égide do aluno primeiranista Alexadre Lopes-, encantado a plateia com seus saberes e suas lembrancinhas criativíssimas e os cordéis patativanos por todo o cenário. Na mesma sala, logo à entrada, uma equipe linda, composta por três apresentadoras: Sara, Maria Alice e Luma, e de um apresentador, Heully, à frente de um belo cenário com cortinas, tapeçaria, mobiliário, molduras, fotografias suspensas e livros, em que prestavam exuberante e inolvidável homenagem à carreira literária da professora Nádya Gurgel, que em 1998 tivera sua estreia no mundo das letras, ao publicar o romance Um Novo Amanhã. E ainda houve explanação da professora e autora, aos muitos alunos presentes, acerca da importância da leitura e de buscar a realização dos sonhos.

Ressalte-se a participação ilustre do professor de Música do Campus ifceano jaguaribano, Wellington Borges, e toda a assistência dada aos alunos nos bastidores e nas apresentações das equipes referentes ao Rock e ao Baião, tendo participado, por exemplo, da apresentação das bandas The Beatles e Guns N’ Roses e na cantoria de Gonzagão. E todos os momentos de amor, empolgação e criatividade foram devidamente registrados pelas lentes poéticas e dinâmicas do Coordenador de Comunicação Social e Eventos, Rodrigo Alencar Brasil, Técnico em Audiovisual.

 O nosso Campus recebera alunos, professores, gestores e familiares pertencentes a queridas Escolas de Ensino Fundamental II e de Ensino Médio da Cidade jaguaribana, como a Escola Profissional Poeta Sinó; Colégio Clóvis Beviláqua; Escola Paulo Wagner; Escola Cornélio Diógenes; Escola Raul Barbosa; Escola Professor Gutenberg Barbosa e Escola Alice Diógenes. Faz-se necessário, neste átimo, agradecer a gestão do IFCE- Campus de Jaguaribe, pela total colaboração ao I Encontro Lítero-Gastronônimo! Nossos reiterados agradecimentos ao Diretor-geral
Izamaro de Araújo; à Diretora de Ensino
Efigênia Alves;     à Coordenadora de Infraestrutura
Thaíse Nunes; ao Chefe do Departamento de Administração e Planejamento
Márcio Mendonça; à Coordenadora Técnico-Pedagógica
Brasilina Saldanha; à Aline da Silva, Técnica em Assuntos Educacionais; à nutricionista Lorena Bezerra e às magníficas funcionárias da cantina, que tanto nos ajudaram e, claro, ao querido Márcio Mesquita, Auxiliar da Biblioteca e o artista plástico de tantas peças primorosas feitas somente para o nosso Evento, bem como não se poderia olvidar o agradecimento ao então Coordenador do Curso de Eletromecânica, o querido professor Ismael de Oliveira.           

Ao findar do Evento, houve a partilha dos itens gastronônimos providenciados pelos estudantes (referentes a gostos ou aos lugares de origem dos artistas escolhidos e supracitados), no refeitório do Campus, e muita emoção- em meio ao indubitável cansaço dos dois turnos de explanações e performances artísticas- e expectativa, pois já se avizinhava a hora da partida das professoras, Nádya e Nicolly, e a ida, da maioria dos discentes, no ônibus concedido pela Prefeitura Jaguaribana.

Agora restam as indeléveis reminiscências, a saudade e a ânsia dos preparativos, já, do II Encontro Lítero-Gastronômico!