Você está aqui: Página Inicial > Iguatu > campus_iguatu > Sobre o campus Iguatu > História do campus
conteúdo

História do campus

publicado 07/11/2016 16h30, última modificação 05/04/2018 15h00

O campus Iguatu do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará teve origem em 1955, com a criação do curso de extensão de Economia Rural Doméstica, ainda vinculado ao Ministério da Agricultura. O curso procurava capacitar pessoas alfabetizadas pudessem melhorar o nível de vida no lar, por meio do bordado, pintura preparação de alimentos, corte e costura, crochê, tricô, práticas agrícolas, noções de higiene, enfermagem etc., afim de proporcionar melhores condições de vida aos participantes.

Em 1962, o Ministério da Agricultura criou o Colégio de Economia Doméstica Rural Elza Barreto. Com a função de formar professores para o magistério do curso de Extensão em Economia. Os alunos técnicos formados pelo curso eram integrados ao processo de desenvolvimento da região, visando o crescimento socioeconômico da comunidade por meio da introdução de técnicas e conhecimentos na área, bem como conjugar ensino e produção agropecuária.

Com o tempo, o educandário ganhou reconhecimento e, em 4 de setembro de 1979, mudou o nome para Escola Agrotécnica Federal de Iguatu. A instituição manteve essa alcunha até dezembro de 2008, quando o Governo Federal 

resolveu unificar as Escolas Agrotécnicas de Crato e Iguatu, o Centro Federal de Educação Tecnológica de Fortaleza e as Unidades de Ensino Descentralizadas do Estado (UNEDs) (como Cedro, Juazeiro e Maracanaú etc) sob o nome de Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Dividido em duas unidades (Areias e Cajazeiras), o campus Iguatu se caracteriza por trabalhar o ensino, a pesquisa e a extensão voltados para a demanda do setor agropecuário do Ceará, visando não só atender às indústrias do ramo, mas, sobretudo, promover a melhoria da vida do homem do campo. Para isso, são pesquisadas, estudadas e disseminadas tecnologias de exploração agrícolas e zootécnicas de e para as comunidades rurais.

Hoje o Instituto Federal do Ceará - campus Iguatu assume o papel de preparar profissionais competentes para trabalho, buscando acompanhar as constantes evoluções tecnológicas e da sociedade, bem como se adequar às novas exigências em termos de formação profissional.

Atualmente, a instituição oferece os cursos técnicos em Agropecuária, Agroindústria, Informática e Nutrição e Dietética Integrado ao Ensino Médio e os cursos Subsequentes em Agroindústria, Nutrição e Dietética, Informática, Comércio, Agropecuária e Zootecnia.

A Educação Profissional de Jovens e Adultos (PROEJA) também é oferecido no campus na habilitação Agroindústria e Educação Profissional de Jovens e Adultos – Educação Continuada (PROEJA – FIC), em parceria com as Prefeituras dos municípios de Quixelô e Icó.

Há também os cursos superiores de Tecnologia em Irrigação e Drenagem, Licenciatura plena em Química, Bacharelado em Serviço Social, cujo acesso é por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para avançar e dar continuidade ao ensino superior, o campus oferece a pós-graduação (Latu Sensu) Especialização em Educação Profissional e Tecnológica.

Ao todo, mais de mil alunos são diretamente beneficiados pela instituição e há previsão de expansão para acolher ainda mais estudantes nos próximos anos, por meio da criação de novos cursos e de infraestrutura adequada.

Para realizar a aproximação com a comunidade local, são oferecidos cursos de formação inicial e continuada, para trabalhadores e comunidades nas áreas de atuação da instituição em parceria com entidades públicas, privadas e não-governamentais. A iniciativa tem em vista absorver o expressivo contingente de aprendizes com diferentes níveis de escolaridade, capacitando-os para atender às exigências do atual mundo do trabalho, melhorando a qualidade de vida da população regional, sempre centrado no desenvolvimento humano e social.

Ao longo de mais de seis décadas, o campus Iguatu conquistou o respeito e a credibilidade da população de toda região Centro-Sul do Ceará, graças aos resultados na área educacional e profissional de estudantes e ex-alunos para a comunidade. Todas essas iniciativas fortalecem o alicerce da instituição perante incontáveis jovens oriundos de diversos municípios do Ceará.

Unidade AreiasFoto entrada da unidade Cajazeiras