Você está aqui: Página Inicial > EaD > CREaD > Submenu > O CREaD
conteúdo

O CREaD

última modificação 29/07/2021 14h42
O Centro de Referência em Educação a Distância

Em 2007, o Instituto Federal do Ceará criou a Diretoria de Educação a Distância (DEaD). Com uma equipe modesta de três pessoas, dispondo de uma única sala e um só computador, a Diretoria ofertava dois cursos de graduação na modalidade semipresencial: Licenciatura em Matemática e Tecnologia em Hotelaria, ambos através do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), do governo federal. Na época, havia apenas 400 vagas, divididas em cinco polos, sendo estes distribuídos em quatro municípios: Quixeramobim, Limoeiro do Norte, Caucaia e Ubajara. Com o passar dos anos, a DEaD foi ampliando o número de cursos, a quantidade de vagas e também de polos no interior do estado.

Diversas foram as ações realizadas no âmbito do ensino, da pesquisa e da extensão, e inúmeras foram as parcerias firmadas ao longo dos anos. Programas como Universidade Aberta do Brasil (UAB), Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec, que depois se tornou a Rede e-Tec Brasil) e Mediotec são alguns dos projetos de sucesso.

No final de 2020, a educação a distância (EaD) do IFCE passou por mudanças significativas — uma delas foi a promoção da DEaD a Centro de Referência em Educação a Distância (CREaD). Agora, além das atividades do nível núcleo ou diretoria, a unidade está apta a desenvolver planos, programas e projetos relacionados à educação profissional e tecnológica. Também atuará gerenciando a produção de materiais didáticos para os cursos a distância da instituição e poderá ofertar cursos próprios, presenciais ou a distância, havendo para isso lotação de docentes.

Os alunos de educação a distância do IFCE têm aulas no ambiente virtual Moodle, onde interagem com os colegas, professores e tutores. Uma das grandes vantagens da EaD é permitir estudar de qualquer lugar através da internet, mas a modalidade não exclui que haja eventos presenciais. Em nossos cursos da UAB, por exemplo, temos aulas presenciais aos sábados nos polos de apoio, que disponibilizam a estrutura e o suporte necessários: bibliotecas, computadores, tutores presenciais. Ao final do curso, os alunos recebem diplomas e certificados com validade igual à de qualquer curso presencial.

Desde quando a DEaD foi criada, em 2007, já foram ofertadas 2.820 vagas para graduações, 5.710 vagas para cursos técnicos e 1.148 vagas para especializações. Se considerarmos formações e capacitações, somam-se 12.459 vagas ofertadas. Com a expansão dos polos ao longo dos anos, hoje há EaD em Beberibe, Camocim, Caucaia-Novo Pabussu, Caucaia-Jurema, Itapipoca, Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Meruoca, Madalena, Tauá, Orós, Quixeramobim, São Gonçalo do Amarante e Ubajara.