Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > IFCE atualiza regulamento de Assistência Estudantil
conteúdo

Notícias

IFCE atualiza regulamento de Assistência Estudantil

PARTICIPAÇÃO

Novo normativo amplia as possibilidades de auxílios aos estudantes
publicado: 15/03/2019 14h40, última modificação: 15/03/2019 15h24

O Instituto Federal do Ceará, sob a coordenação da Diretoria de Assuntos Estudantis, realizou a atualização do regulamento de Assistência Estudantil.  O objetivo da revisão foi adequar o normativo às situações cotidianas que vão surgindo na instituição.

De acordo com a diretora de Assuntos Estudantis, Caroline Cabral, o processo de atualização do novo regulamento foi fruto de uma ampla discussão interna, com contribuição de todos os campi da instituição. “À medida que vamos experienciando as situações, conseguimos melhorar, e o nosso objetivo era que a construção fosse, cada vez mais, amplamente discutida com todos os atores que fazem parte, direta ou indiretamente, da assistência estudantil. Então criamos grupos com participação bem diversificada, sobretudo dos estudantes”, explicou.

Entre as principais mudanças trazidas pelo regulamento, que já foi aprovado pelo Conselho Superior do IFCE, está a ampliação das possibilidades de solicitação do auxílio-moradia e do auxílio-transporte que, segundo Caroline Cabral, antes eram permitidos apenas no município onde fica localizado o campus. “Essa ampliação contemplará situações de estágios, que possam ocorrer em outra cidade ou situações onde o estudante loca ou reside numa cidade vizinha que tem custo de vida mais barato”, comentou.

Outra inovação foi a criação do auxílio-emergencial, uma modalidade esporádica na qual o estudante pode solicitar se ocorrer alguma situação que agrave sua situação de vulnerabilidade. “É um socorro que a instituição pode trazer num momento pontual”, disse Caroline.

Além disso, foram melhores esclarecidos os critérios de vulnerabilidade analisados no momento da concessão e incluídos a estes critérios o fator de o aluno possuir alguma deficiência ou ter ingressado por meio de cotas étnico-raciais. “Nosso auxílio é baseado na questão da vulnerabilidade justamente pela importância e diferença que estes valores fazem na oportunidade de permanência e êxitos desses alunos que, muitas vezes, precisam receber um olhar que vá além do mérito”, finalizou. 

Acesse o regulamento.