Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > Gestores discutem criação de ente na área de tecnologia
conteúdo

Notícias

Gestores discutem criação de ente na área de tecnologia

Reitor do IFCE participa das discussões na sede da FIEC sobre a temática
última modificação: 12/02/2016 15h25
Gestores articulam captação de ente na área de tecnologia

Gestores articulam captação de ente na área de tecnologia

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) sediou, no dia 04 de fevereiro, oficina sobre Certificação em Energias Renováveis, promovida pelo Governo do Estado, para discutir a instalação do Instituto de Tecnologia de Energia Renovável no Ceará (INTER). A atividade contou com a presença do reitor do Instituto Federal do Ceará (IFCE), Virgílio Araripe; secretário nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Eronildo Braga Bezerra; secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda, entre outras autoridades.

Caso seja contemplado, o Ceará passará a ter uma grande estrutura cientifica para regular e certificar a produção de energia de todo o Brasil: "além de uma capacidade tecnológica instalada de primeira linha, porque será o primeiro empreendimento do gênero do Brasil”, destacou o secretário Eronildo.  De acordo com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), o investimento passa dos 400 milhões. O INTER funciona como um centro de testes e demonstrações em energia eólica desenvolvendo tecnologia e pesquisa aplicada, instigando a formação de especialistas em energias renováveis.

 O MCTI conta com um estudo detalhado para a implantação do Centro. Durante a oficina foi proposto criar um grupo de trabalho com a participação do governo estadual, indústria e pesquisadores cearenses para formatar uma proposta final para o empreendimento. “Precisamos dotar o País de capacidade técnica para fazer análises e certificação desse tipo de energia alternativa. Por essa razão, estou apresentando um estudo e, ao mesmo tempo, ouvindo as autoridades para saber de que maneira vamos encaminhar essa questão”, disse o secretário nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Eronildo Braga Bezerra.

 A diretora do Polo de Inovação do IFCE, Cristiane Borges, avalia a vinda do INTER para o Estado como de extrema importância para as instituições de ensino e de pesquisa: “nada mais do que justo o Ceará, com todo histórico de desenvolvimento nessa esfera, ficar à frente dessa iniciativa para enriquecer a área de energias renováveis. Em relação ao IFCE, o equipamento vai ampliar os horizontes dos nossos pesquisadores e alunos na área de atuação, principalmente com os envolvidos nos programas de pós-graduação ”, defendeu.

Para o reitor do IFCE, Virgílio Araripe, a vinda desse ente para o Ceará será um passo importante para o progresso do Estado e também para o Nordeste: "enquanto IFCE, estaremos à disposição para cooperar e, consequentemente, formarmos parcerias. Estamos juntos nesse desafio", falou o gestor. 

Participaram da oficina, também, o diretor-geral do campus de Caucaia, Rodrigo Freitas; chefe do departamento de Ensino do Campus de Caucaia, Marcel Mendonça e o coordenador de Inovação da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, José Wally.

Por Darlyson Déles - (Estagiário) Reitoria

Imagem: Bruno Leonardo