Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > Editais de pesquisa contemplam 507 projetos
conteúdo

Notícias

Editais de pesquisa contemplam 507 projetos

INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Projetos foram submetidos por docentes de 30 campi da instituição e viabilizarão a concessão de bolsas para discentes atuarem nas pesquisas
publicado: 10/07/2019 14h45, última modificação: 10/07/2019 15h28

A Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (PRPI/IFCE) divulgou o resultado final dos editais de iniciação científica de 2019 da instituição. As cotas contemplam 507 projetos de pesquisa submetidos por docentes de 30 campi, os quais viabilizarão a concessão de bolsas a discentes para atuarem nos estudos aprovados.

As bolsas fazem parte do Programa Institucional de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti) e do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica (Pibic), destinados a candidatos a orientadores de estudantes de cursos do Ensino Superior; bem como do Pibic Júnior, voltado a servidores que desejam orientar alunos de cursos técnicos de nível médio.

Até o momento, todos as bolsas têm financiamento previsto por meio do orçamento do próprio IFCE. A PRPI informa que, tão logo haja a confirmação de concessão de bolsas financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), essas novas cotas serão distribuídas entre os aprovados, obedecendo a classificação de cada programa e os critérios dos respectivos órgãos de fomento.

De acordo com o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFCE, Wally Menezes, os programas de iniciação científica são de fundamental importância porque iniciam os estudantes da instituição nas atividades de pesquisa. “Os alunos de iniciação científica corriqueiramente se destacam no IFCE e fora dele. Alguns seguem na carreira acadêmica, se tornam professores, donos dos próprios negócios etc.. Esses alunos também contribuem para a melhoria dos indicadores de ensino, como a redução da evasão e da retenção”, ressalta.

Ícaro Joathan - Reitoria