Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > IFCE aprova cinco projetos na Chamada Universal do CNPq
conteúdo

Notícias

IFCE aprova cinco projetos na Chamada Universal do CNPq

FOMENTO À PESQUISA

Quatro das iniciativas são de campi do interior. Mais de 21 mil propostas foram submetidas em todo o País
última modificação: 13/12/2016 13h09

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulgou na última sexta-feira, 09, o resultado da chamada Universal de 2016. O Insituto Federal do Ceará aparece com cinco projetos aprovados, dois oriundos da Reitoria e outros quatro campi do interior do estado (Iguatu, Crateús, Limoeiro do Norte e Sobral*). 

A lista contempla 4.587 projetos, totalizando um investimento de R$ 188 milhões. Nesse montante, estão incluídas 1.384 bolsas de Iniciação Científica e 761 bolsas de Apoio Técnico. Veja a tabela de aprovados.

Cerca de 31,3% foram destinados a projetos coordenados por pesquisadores vinculados a instituições sediadas nas regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste. A região com maior número de propostas foi a Sudeste, com 2.032; seguida do Sul, com 1.051; Nordeste (917), Centro-Oeste (371) e Norte (216).

O objetivo da Chamada Universal é democratizar o fomento à pesquisa cientifica e tecnológica no País, contemplando todas as áreas do conhecimento. Para a edição de 2016, lançada em janeiro deste ano, foram submetidas 21.640 propostas, uma demanda total de R$ 1 bilhão, números recordes na história do Universal. Dessas, 12.499 foram recomendadas. A aprovação final seguiu o total de recursos previstos em edital de R$ 200 milhões, sendo R$ 150 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (FNDCT) e R$ 50 milhões do CNPq.

"Essa é uma das ações mais importantes e democráticas do CNPq e do MCTI, pois além de atender as diferentes regiões do País tem permeabilidade entre os pesquisadores mais jovens da Nação", apontou o Diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde do CNPq, Marcelo Morales, ressaltando, ainda, que a periodicidade do edital é importante para garantir o desenvolvimento da base científica, tecnológica e intelectual. "Isso reflete diretamente no desenvolvimento social e econômico do País", concluiu.

Os recursos disponibilizados para os projetos foram divididos em três Faixas, com valores de até R$ 30 mil na faixa A, até R$ 60 mil na Faixa B e até a R$ 120 mil para a Faixa C. Foram aprovador 2.309 projetos da Faixa A, 1.321 na Faixa B e 957 na Faixa C.

O Diretor de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais Substituto, Alexandre Garcia também reforça a importância da Chamada para "irrigar os grupos de pesquisa com recursos para suas ações de dia a dia".

O prazo de reconsiderações será aberto a partir de janeiro de 2017, quando também serão iniciados os procedimentos administrativo-financeiros para a contratação e o repasse de recursos, que deve acontecer no primeiro trimestre do ano.

*O projeto, de autoria do professor  Edilson Mineiro, foi cadastrado pela Reitoria, mas é do campus de Sobral. 

(Com informações da Coordenação de Comunicação Social do CNPq)