Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Campi do IFCE promovem Novembro Negro
conteúdo

Notícias

Campi do IFCE promovem Novembro Negro

IGUALDADE RACIAL

Eventos são uma iniciativa dos Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabis)
última modificação: 08/11/2019 08h14
Exibir carrossel de imagens Novembro Negro em Paracuru

Novembro Negro em Paracuru

O Instituto Federal do Ceará (IFCE), através dos Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabis), promove uma série de atividades alusivas ao mês da Consciência Negra. Segundo a professora do campus Paracuru, Karlane Holanda Araújo, o projeto Novembro Negro tem como objetivo disseminar e valorizar a cultura afro-brasileira a fim de combater posturas racistas.

O Novembro Negro tem início hoje (1º) no campus de Paracuru, com a realização da oficina sobre Passinho de Reggae pela manhã e palestra sobre Identidade Negra à tarde. O campus promoverá outras ações como apresentação de Capoeira na terça-feira (5); roda de conversa sobre Ubuntu: Desmistificando as Religiões Afro na quarta-feira (13); oficina de Turbante e reflexão sobre a música de Bia Ferreira "Cota não é esmola" na quinta-feira (21); encerrando com a apresentação da esquete "Viver é privilégio de branco?" na sexta-feira, (29).

No campus de Horizonte, o Novembro Negro acontecerá todas as quintas-feiras, começando na manhã do dia 7 com o plantio de um baobá. A programação segue com a realização das oficinas de Maculelê (manhã) e Turbantes (tarde) no dia 14. A exposição de bordados, bonecas e demais artefatos da cultura negra acontecerá no dia 21. A programação se encerra no dia 28, com palestra sobre Racismo Estrutural, de manhã, e uma tarde de Beleza Negra.

O campus Fortaleza promoverá no dia 13, quarta-feira, a atividade "Povo negro em todos os espaços". Serão duas mesas-redondas no auditório Iran Raup: "Feminismo negro: mulheres de luta e axé", das 10:00 às 12:00, e "O meu tema vai ser funk: origem, vivência e musicalidade", das 14:00 às 16:00. A promoção é do Neabi, Profissionais Negros e Suor Preto.

No campus de Ubajara haverá palestra no dia 18, segunda-feira, sobre a "Lei 10.639/03: traçado histórico para uma educação afro-brasileira", ministrada pelo professor Adriano Ferreira de Paulo, em dois horários: 15:30 e 18:30, no auditório do campus.

No Dia da Consciência Negra (20), o campus de Itapipoca vai realizar uma atividade de intervenção no campus e promover a visibilidade e a conscientização acerca da questão na negritude. Será construído um mural de lambe-lambe, música, exibição de fotografias e protagonistas negros/as da nossa história.

O campus de Juazeiro do Norte também marcará o Novembro Negro com a palestra "Políticas afirmativas: cotas e comissões de heteroidentificação", proferida pela coordenadora especial de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial no Governo do Estado do Ceará, Zelma Madeira, que também é professora do curso de Mestrado em Serviço Social, Trabalho e Questão Social da Uece. A palestra acontecerá no dia 27, quarta-feira, às 7:30, no auditório Kariris.