conteúdo

Organograma PRPI

última modificação 22/08/2018 10h26

 

 

DA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO

(Redação dada pela Resolução Nº 007 de 04/03/2016/CONSUP)

 

Art. 43. Compete ao pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação:

I.  elaborar o plano anual de ação da Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, a ser inserido no Plano Anual de Ações do IFCE.

II.  constituir políticas e normas para a gestão da Pesquisa, Pós- graduação e Inovação;

III.  definir e zelar pelas políticas de inovação tecnológica em consonância com a lei 10.973, de 2 de dezembro de 2004;

IV.  promover a integração das atividades dos diversos órgãos envolvidos nas atividades de pesquisa, pós-graduação e inovação;

V.  avaliar e emitir pareceres sobre a criação e certificação de grupos de pesquisa;

VI.  programar e coordenar planos de concessão de bolsas do IFCE;

VI.  coordenar ações que visem ao desenvolvimento e à conciliação das atividades institucionais da pesquisa, pós-graduação e inovação;

VII.  representar a Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação;

IX.  apresentar relatórios de atividades da Pró-reitoria, quando solicitado por órgãos superiores;

X.  apresentar até o dia 15 (quinze) do mês subsequente, a contar do encerramento de cada trimestre, o relatório dos resultados obtidos nos indicadores propostos no PDI e com metas prevista para o exercício, à PROAP; (Incluído pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

XI.  deliberar sobre a aplicação de recursos orçamentário-financeiros destinados à Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, bem como pelos órgãos de fomento, de acordo com o PAA;

XI.  elaborar proposta de aplicação de recursos extra orçamentários, oriundos da captação de projetos de pesquisa e inovação, e submeter à apreciação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFCE;

XII.  propor comissões para emitir pareceres sobre assuntos de competência da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação;

XIV. representar ou indicar representante da Pró-reitoria, em fóruns regionais e nacionais, relacionados à pesquisa e à inovação;

XV.  acompanhar, por meio do Departamento de Pós-graduação, o desenvolvimento dos cursos nesse nível de ensino;

XVI. analisar e emitir parecer sobre a criação e funcionamento de cursos de pós-graduação;

XVI. apoiar o Departamento de Pós-Graduação em suas atividades, buscando meios junto aos órgãos competentes para sua viabilização;

XVII. apresentar anualmente, até dia o 31 (trigésimo primeiro) do mês de janeiro à Reitoria o relatório do ano anterior descrevendo as atividades da Pró-reitoria conforme modelo; e (Incluído pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

XIX. Emitir instruções normativas, observando-se as prescrições estabelecidas no §5º do Art.87 deste regimento. (Incluído pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

Art.45 A O Departamento de Pós-Graduação tem como objetivos estimular, acompanhar e avaliar programas e projetos de pós-graduação, de modo a proporcionar aos servidores formação continuada para seu crescimento intelectual e profissional e à comunidade externa a oportunidade de continuidade de estudos. (Redação dada pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

Art.45 B Atribuições do chefe do Departamento de Pós-Graduação: (Redação dada pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

I.  Planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações do Departamento; (Incluído pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

II.  promover a coleta sistemática e permanente de dados, visando à avaliação quantitativa e qualitativa do ensino da pós-graduação;

III.  apresentar semestralmente relatórios de atividades, à Pró-reitoria de Pesquisa, Pós- graduação e Inovação;

IV.  analisar as propostas de programas e cursos de pós-graduação, encaminhando-as à Pró- reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação para parecer;

V.  promover anualmente o Encontro de Pós-Graduação;

VI.  elaborar as normas que regerão a pós-graduação, bem como promover sua submissão à aprovação pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão;

VI.  acompanhar o desempenho dos alunos de pós-graduação, por meio de relatórios enviados, anualmente, pelas instituições formadoras onde se encontram os pós- graduandos;

VII.  representar o IFCE em eventos específicos de sua área de atuação;

IX.  acompanhar a elaboração de certificados/diplomas, encaminhando- os, após assinatura, à Pró-reitoria de Ensino para os procedimentos finais;

X.  informar, mensalmente, dados de financiamento de capacitação e cursos de pós- graduação ao Sistema Integrado de Monitoramento do Ministério da Educação SIMEC;

XI.  incentivar a participação de servidores em encontros, congressos e seminários, dentro da previsão orçamentária especifica;

XI.  promover regularmente palestras e conferências; e

XII.  realizar anualmente encontros visando a maior aprimoramento dos professores e pesquisadores.

Art. 45 C Atribuições do coordenador de Apoio à Pesquisa: (Redação dada pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

I.  planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Coordenadoria; (Incluído pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

II.  promover a coleta sistemática e permanente de dados, visando à avaliação quantitativa e qualitativa da pesquisa;

III.  apresentar relatórios de atividades, quando solicitados pela Pró- reitoria de Pesquisa, Pós- graduação e Inovação;

IV.  divulgar os editais de pesquisa expedidos por órgãos de fomento;

V.  promover, periodicamente, o Encontro de Iniciação Científica e Tecnológica (ENICIT) e o Encontro de Pesquisa e Pós-graduação (ENPPG) do IFCE;

VI.  auxiliar na participação da elaboração da proposta de regulamentação da pesquisa e de suas atividades;

VI.  auxiliar na promoção da integração das atividades dos diversos órgãos envolvidos nas atividades da pesquisa;

VII.  promover o Seminário Interno da Pesquisa a fim de manter os indicadores de produção científica atualizados, por meio de relatórios;

IX.  auxiliar a Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação nas diversas ações quando solicitado;

X.  acompanhar a atualização dos grupos de pesquisa junto ao Diretório de pesquisa do CNPq

XI.  realizar atividades delegadas pela Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação.

Art. 45 D. Atribuições do coordenador de Programas, Projetos e Periódicos Científicos: (Redação dada pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

I.  Planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Coordenadoria;

II.  Propor a criação de Comissão de Ética em Pesquisa; e

III.  lançar trimestralmente o periódico científico: Conexões Ciência e Tecnologia;

IV.  convocar e conduzir as reuniões para elaboração de projetos de pesquisa institucionais e encaminhar à Pró-reitoria de Pesquisa, Pós- graduação e Inovação para o parecer final e posterior encaminhamentos aos órgãos competentes;

V.  elaborar a regulamentação e instrução normativa dos programas de bolsas de pesquisa do IFCE;

VI.  elaborar e submeter à Reitoria e à Procuradoria do IFCE os editais dos Programas de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC); Iniciação Científica Júnior (PIBIC Jr); Iniciação Científica IFCE (PIBCTI); Iniciação a Inovação Tecnológica (PIBITI); Apoio à Produtividade em Pesquisa (PROAPP);

VI.  divulgar os editais de pesquisa e resultados para todos os campi, em tempo hábil;

VII.  presidir ou indicar a presidência das comissões de avaliação dos projetos de pesquisa a serem avaliados;

IX.  elaborar os relatórios semestrais dos programas de bolsas a serem encaminhados aos órgãos de fomento;

X.  elar pela manutenção da atualização do Curriculum Lattes dos pesquisadores do IFCE;

XI.  apresentar relatórios à Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação quando solicitado; e

XI. realizar outras atividades delegadas pela Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação.

 

Art. 45 E Atribuições do coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica: (Redação dada pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

I.  planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Coordenadoria;

II.  coordenar e orientar as atividades desenvolvidas no NIT;

III.  responsabilizar-se pelas relações do NIT no âmbito do IFCE e externamente com os setores público e privado;

IV.  representar o NIT no âmbito da sua competência;

V.  propor à PRPI a contratação de auxiliares e consultores técnicos;

VI.  submeter, semestralmente, o relatório de atividades do NIT à PRPI;

VI.  solicitar aos órgãos competentes a indicação de representantes para o COMPITEC;

VII.  emitir parecer, quando solicitado, em matéria de sua competência;

IX.  cumprir e fazer cumprir o regulamento do NIT; e

X.  desempenhar outras atividades correlatas necessárias ao funcionamento do NIT.

Art 45 F Atribuições do coordenador de Pós-graduação: (Redação dada pela Resolução 007 de 04/03/2016/CONSUP)

I.  planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Coordenadoria;

II.  coordenar e orientar as atividades desenvolvidas no NIT;

III.  assessorar o chefe de Departamento de Pós-Graduação na elaboração das política referentes às atividades de pós-graduação;

IV.  executar as políticas de pós-graduação definidas pela Pró-reitoria e pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão – CEPE;

V.  auxiliar na elaboração da proposta orçamentária relacionada às atividades de pós- graduação;

VI.  auxiliar o desempenho dos programas de pós-graduação;

VI.  auxiliar na realização de palestras e eventos relativos à pós- graduação;

VII.  divulgar eventos e editais relativos à pós-graduação;

IX.  manter atualizadas as informações referentes à avaliação quantitativa e qualitativa das atividades de pós-graduação;

X.  assessorar a elaboração de projetos de cursos de pós-graduação, visando a sua autorização e recomendação junto aos organismos competentes;

XI.  revisar, organizar, documentar e publicar os procedimentos relacionados a sua área;

XI.  contribuir para o permanente de desenvolvimento dos servidores no plano de pós- graduação; e

XII.  prestar apoio e assessoria aos campi em assuntos relativos a sua coordenação.

 

Art. 45 G A Assistência da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação é o órgão de apoio responsável em colaborar na organização das atividades operacionais e manter organizados documentos e normativos. (Redação dada pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

Art. 45 H Atribuições da Assistência da Pró-reitoria: (Redação dada pela Resolução Nº007 de 04/03/2016/CONSUP)

I.  planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Assistência;

II.  manter atualizado o registro da documentação da Pró-reitoria;

III.  encaminhar os atos administrativos e normativos de interesses das diretorias aos respectivos diretores;

IV.  providenciar o que for necessário para viagens do pró-reitor;

V.  organizar e manter atualizados arquivos da Pró-reitoria;

VI.  encaminhar a documentação e correspondência no âmbito da Pró- reitoria;

VI.  receber a correspondência destinada ao pró-reitor, controlando a sua guarda e distribuição;

VII.  manter atualizada e organizada a agenda do pró-reitor;

IX.  encaminhar requisição de passagens e diárias de interesse da Pró- reitoria, bem como providenciar junto ao setor competente a reserva de hotéis e transportes;

X.  providenciar o material de apoio às reuniões de interesse da Pró- reitoria;

XI.  efetuar reserva de veículos para serviço da Pró-reitoria;

XI. receber, preparar e expedir documentos internos externos da Pró- reitoria; e desempenhar outras atribuições eventualmente delegadas pelo pró- reitor.

 

Art.45 I Atribuições da Coordenadoria de Publicações Cientificas e Tecnológicas; (Incluída pela Resolução Nº 076 de 19/12/2016/CONSUP)

I.  planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Coordenadoria;

II.  acompanhara o gerenciamento dos periódicos de produção científicas e tecnológicas concebidos pelos campi e Reitoria do IFCE, colaborando para o desenvolvimento e qualificação desses;

III.  elaborar relatórios anuais de desempenho dos periódicos de divulgação científica e tecnológica administrados pela PRPI, apresentando dados referentes à submissão dos artigos no período, assim como solicitar aos demais gestores das revistas cientificas e tecnológicas dos campi e Reitoria a apresentação desse documento;

IV.  realizar a divulgação interna e externa dos periódicos de produções científicas e tecnológicas do IFCE, nos meios de comunicação e mídias sociais disponíveis nesse Instituto e juntamente a Instituições de Ensino Superior (IES) do país e seus Programas de Pós-graduação;

V.  auxiliar os servidores responsáveis por publicações seriadas nas unidades administrativas da instituição, quando na solicitação do International Standart Serial Number (ISSN) ao órgão incumbido de sua atribuição;

VI.  orientar os colaboradores participantes da administração de periódicos na obtenção do Digital Object Identifier (DOI), configuração do identificador nos respectivos portais e inserção da numeração por artigo;

VI.  apresentar aos editores os critérios para a indexação dos periódicos nas bases de dados prendidas, propor ações conjuntamente aos mesmos para o atendimentos destes requisitos e realizar o acompanhamento da execução;

VII.  efetuar o controle da qualificação dos periódicos promovida pela CAPES, recomendando estratégias para elevação dos estratos;

IX.  relativos à indicação de qualidade nas respectivas áreas de avaliação;

X.  colaborar na elaboração dos editais destinados à formalização dos processos seletivos de classificação das propostas de livros a serem impressos;

XI.  solicitar ao departamento responsável a divulgação dos editais e chamadas internas elucidadas nos incisos X e XI deste artigo;

XI.  requerer o International Standard Book Number (ISBN) aos livros selecionados no edital citado no inciso anterior e demais publicações que necessitem receber esta identificação, assim como prover os esclarecimentos requeridos pelos campi e pesquisadores dessa instituição, quando em solicitação similar;

XII.  estabelecer o projeto gráfico de obras selecionadas nos editais, abrangendo o layout a ser adotado, recursos estilísticos e formatação textuais, arte adotada para capa e contracapa, juntamente aos autores, padronização dos livros conforme normas ABNT relacionadas.

Art. 45 J Atribuições da Coordenadoria de Acompanhamento de Cursos Stricto e Lato Sensu:

(Incluída pela Resolução Nº 076 de 19/12/2016/CONSUP)

I.  planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Coordenadoria;

II.  analisar conjuntamente com os programas de pós-graduação os programas de bolsas e financiamentos da CAPES, CNPq, FUNCAP e outras instituições de fomento, voltados para os cursos Stricto Sensu do IFCE considerando a avaliação quadrienal da CAPES;

III.  realizar cancelamento de bolsistas dos Programas da CAPES;

IV.  assessorar na criação de novos cursos Stricto Sensu (APCN) com base nos documentos de área da CAPES;

V.  analisar relatório de produtividade enviada pelos programas de pós- graduação considerando a avaliação quadrienal da CAPES;

VI.  promover reuniões com Coordenadores de cursos Stricto Sensu e Lato Sensu do IFCE;

VI.  assessorar aos campi do IFCE na criação de cursos Lato Sensu;

VII.  assessorar os programas de pós-graduação nas atividades pedagógicas de desempenho dos programas e cursos de pós- graduação, por meio de relatórios enviados pelas Coordenações de Programas e Cursos;

IX.  acompanhar conjuntamente com os programas de pós-graduação a elaboração de Certificados/Diplomas, encaminhando-os após assinatura, à Pró-reitoria de Ensino para os procedimentos finais;

X.  proporcionar apoio à realização anual de Encontro de Pós-graduação;

XI.  elaborar conjuntamente com os programas de pós-graduação as normas que regerão a pós-graduação, bem como promover sua submissão à aprovação pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) ou Conselho Superior (CONSUP);

XI. acompanhar conjuntamente com os programas de pós-graduação o envio de dados do Coleta a Capes e outros sistemas de comum interesse, pelos programas stricto sensu.

 

Art. 45 K Atribuições da Coordenadoria  de Suporte administrativo à Pesquisa, Pós-graduação e Inovação: (Incluída pela Resolução 076 de 19/12/2016/CONSUP)

I.  planejar, organizar, supervisionar e controlar as ações da Coordenadoria;

II.  fornecer suporte administrativo aos pesquisadores classificados no programa de fomento interno PROINFRA, orientando-os de acordo com as normas internas que regem a utilização dos recursos e a respectiva prestação de contas ao final do projeto;

III.  apoiar a pró-reitoria no acompanhamento dos objetivos, indicadores e metas do planejamento estratégico das ações de pesquisa, pós- graduação e inovação (PAA, PDI);

IV.  extrair informações orçamentárias e financeiras para analisar a evolução da execução dos recursos no exercício e subsidiar decisões estratégicas da pró-reitoria;

V.  fornecer subsídios técnicos ao Departamento de pós-graduação para a análise da prestação de contas de servidores que recebam recursos de ressarcimento de gastos com capacitação em nível pós-graduação;

VI.  apoiar o Departamento de Pós-graduação no acompanhamento dos trâmites para celebração de acordos e parcerias entre o IFCE e outras instituições de ensino para capacitação de servidores em nível de pós-graduação;

VI.  apoiar administrativamente a pró-reitoria nas solicitações de aquisição de bens e serviços, instruindo o pedido de compra com a documentação solicitada pelo setor de licitações (Formalização do pedido, Termo de referência, cotações de mercado);

VII.  analisar e propor melhorias para fluxos processuais da pró-reitoria, buscando aprimorar o atendimento às demandas institucionais relacionadas à pesquisa, pós-graduação e inovação;

IX.  apoiar a pró-reitoria nas respostas às solicitações de esclarecimento de auditoria interna e externa, bem como na elaboração de relatório de gestão de riscos e controle interno;

X.  fornecer suporte administrativo aos demandantes de parcerias de inovação, acionando agentes e setores competentes, orientando-os em conformidade com as normas internas e legislações superiores que regem a matéria;XI.  elaborar relatórios consolidados ou analíticos dos resultados estratégicos das ações relacionadas à inovação.