Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > IFCE Iguatu é bicampeão nacional de empreendedorismo social
conteúdo

Notícias

IFCE Iguatu é bicampeão nacional de empreendedorismo social

ALEGRIA DOBRADA

Time carimbou passaporte para representar o Brasil na Enactus World Cup, nos EUA; Maracanaú também foi finalista
publicado: 21/07/2018 10h34, última modificação: 23/07/2018 09h12

5I1A4210.JPG

Time IFCE Enactus Iguatu vai representar o Brasil nos EUA, no mês de outubro (fotos: Eugenio Pacelli)

O que você faria com R$ 8? Para um grupo muito especial de jovens estudantes do Instituto Federal do Ceará em Iguatu, essa quantia pode mudar muitas vidas. Foi com essa filosofia que o Time do campus venceu, pelo segundo ano consecutivo, o evento nacional (ENEB) da Enactus Brasil, divisão brasileira da organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar estudantes a melhorar o mundo através da ação empreendedora. A premiação aconteceu na noite desta sexta (20), no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, em uma noite de muita festa para os representantes cearenses na disputa.

Além do cobiçado título nacional, a equipe ganhou o direito de representar o Brasil, mais uma vez, na Enactus World Cup, maior evento de empreendedorismo social do mundo, que acontece de 09 a 11 de outubro na cidade americana de San José, no Vale do Silício – região famosa pela concentração de indústrias de tecnologia de ponta. Ironicamente, as soluções desenvolvidas pelos estudantes de Iguatu para chegar lá impressionam pela simplicidade e baixo custo – inclusive com a aplicação de materiais recicláveis.

O projeto Mudas nasceu no curso técnico de Irrigação e Drenagem. Nele, são utilizadas soluções acessíveis na produção de alimentos, que surpreendem pela criatividade: Palitos de pirulito, pregos e pedaços de arame se transformam em um sistema de irrigação muito barato, ideal para enfrentar as condições semiáridas. Os palitos funcionam como microaspersores, aplicados com grande eficiência.

Uma seringa, um pedaço de madeira e outros materiais complementares podem virar um sensor de umidade com um custo médio de R$ 8 – valor irrisório diante do preço do equipamento convencional, que pode chegar a R$ 80 no mercado. Soluções simples que, aliadas a cursos de capacitação e oficinas ministradas pelos próprios estudantes, já transformaram a realidade de várias famílias, beneficiando sete comunidades rurais e cinco escolas da região.

5I1A4184.JPG

A apresentação diante dos jurados do ENEB 2018

Outro trabalho de forte impacto social conduzido pela equipe de Iguatu é o projeto Linhas, uma verdadeira guinada na rotina de 20 mulheres artesãs da comunidade rural José de Alencar. Além de cursos na área de corte e costura, as trabalhadoras também adquiriram conhecimentos de informática básica, gestão financeira e outras áreas. “É fácil realizar esse trabalho e impactar tanta gente? Não. Mas nós o fazemos. Pois somos o time Enactus IFCE Iguatu”, resumiu Kevin Brasil, um dos líderes da equipe.

Uma das professoras que participa do grupo, Maria Eliani Holanda Coelho (diretora-geral do campus Acopiara), foi eleita conselheira do ano. No fim da noite, o time de Iguatu saiu com nada menos que cinco troféus do evento nacional. Além da taça de grande campeão, o grupo também abocanhou o prêmio ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – erradicação da pobreza, alinhado com as diretrizes da Organização das Nações Unidas), conquistando também o segundo lugar no desafio universitário Inpev (voltado para práticas de ecoeficiência), além dos troféus de semifinalista e finalista da liga principal da competição. Haja espaço na estante!

Maracanaú: Trabalhos vencedores e professora do ano

A forte presença do IFCE no campeonato da Enactus Brasil já é uma vitória. Basta dizer que, entre os quatro finalistas nacionais, dois eram do IFCE (Iguatu e Maracanaú), o que demonstra que as ações sociais são um dos pontos fortes do Instituto. Também participaram times como Quixadá e Crato, que estão seguindo o mesmo caminho de transformação através da sustentabilidade e da geração de renda (vale destacar que o Instituto também tem times Enactus em Cedro, Fortaleza, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte e Sobral).

5I1A4167.JPG

Time Enactus IFCE Maracanaú também alcançou a final

O caminho percorrido pelos finalistas começou em uma liga com 56 times, que foi afunilando até a final. O time de Maracanaú chegou até a fase derradeira através de dois trabalhos que encantaram os juízes. O projeto Hortus desenvolve a consciência ambiental em escolas, partindo da Escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental Professora Maria Guiomar Bastos Cavalcante, em Pacatuba, Região Metropolitana de Fortaleza. Já o projeto Susagri beneficia agricultores com práticas mais eficazes na produção e comercialização de hortaliças. Um dos carros-chefes desse trabalho é o uso da bomba rosário – um mecanismo simples desenvolvido através de materiais reutilizados e que agiliza o fluxo de água para irrigação, usando materiais simples como uma roda de bicicleta.

Antes, os agricultores demoravam até duas horas para encher um reservatório de 700 litros, puxando água de um poço com baldes de 20 litros. Com a aplicação da bomba desenvolvida pelos alunos, esse tempo caiu para meia hora, usando força manual e pressão atmosférica. Outras soluções também foram aplicadas pelos estudantes, como sistemas de gotejamento de baixo custo e canteiros suspensos com pallets de madeira. Alternativas que permitem um acréscimo de 57% na renda familiar dos pequenos agricultores de comunidades próximas ao campus.

Nesse contexto, a professora Cynara Aguiar foi escolhida Professora Universitária do Ano, em reconhecimento ao trabalho realizado junto aos alunos, acompanhando os vários projetos realizados. “Estou extremamente emocionada por ter chegado até aqui, com o apoio da instituição e dos outros professores conselheiros do grupo. Dedico essa vitória a todos os alunos que passaram por mim nesses cinco anos de Time Enactus. É um trabalho muito gratificante”, disse a docente, que também carimbou passagem para a Enactus World Cup, nos Estados Unidos.

5I1A4204.JPG

A alegria da profª Cynara e da equipe Enactus IFCE Maracanaú

 

Dowglas Lima - Reitoria