Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > Docente publica artigo sobre bactérias que ajudam a eliminar óleo no mar
conteúdo

Notícias

Docente publica artigo sobre bactérias que ajudam a eliminar óleo no mar

CAMOCIM

Trabalho foi publicado na revista Environmental Pollution pelo professor Edmo Montes
última modificação: 29/09/2020 10h47

O professor Edmo Montes Rodrigues, do Instituto Federal do Ceará (IFCE) - campus de Camocim, publicou artigo científico em que descobre características importantes de bactérias que podem ajudar na eliminação de manchas de óleo no mar, com potencial de serem utilizadas na mitigação de impactos ambientais decorrentes de acidentes envolvendo derramamento de petróleo no litoral, como o que aconteceu no nordeste brasileiro em 2019.

O artigo “Hydrocarbonoclastic bacterial species growing on hexadecane: Implications for bioaugmentation in marine ecosystems”  Espécies bacterianas hidrocarbonoclásticas crescendo no hexadecano: implicações para bioaumentação em ecossistemas marinhos – foi publicado na edição de dezembro da revista Environmental Pollution, em parceria com pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa (UFV), onde ele cursou doutorado, e da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), na qual ele atuou como professor antes de ingressar no IFCE.

As bactérias citadas no artigo são a Rhodococcus rhodochrous TRN7 e a Nocardia farcinica, as quais conseguem degradar os hidrocarbonetos, componentes constituintes do petróleo e, assim, adquirir características que as permitem permanecer na interface água/óleo, o que tende a otimizar essa degradação e, consequentemente, ajudar a eliminar o petróleo dos locais contaminados.

“A grande contribuição desse artigo para a ciência brasileira e mundial é a possibilidade de a gente usar essas duas bactérias e também buscar outras que possuam comportamento semelhante quando crescem utilizando componentes do petróleo – os hidrocarbonetos –, o que é altamente desejável”, explica. O pesquisador destaca que o objetivo desse processo é mineralizar os compostos do petróleo, degradando-os e transformando-os em água e CO2, o que é muito eficiente para ajudar na remoção de óleo do ambiente marinho.

O artigo é assinado em parceria com os pesquisadores Dionéia Evangelista Cesar e Renatta Santos de Oliveira, da UFJF, e Tatiane de Paula Siqueira e Marcos Rogério Tótola, da UFV.

Ícaro Joathan - Comunicação Social/reitoria