Você está aqui: Página Inicial > Juazeiro do Norte > Notícias > Egressa de Juazeiro é aprovada em mestrado na Unicamp
conteúdo

Notícias

Egressa de Juazeiro é aprovada em mestrado na Unicamp

Unicamp é uma das três melhores universidades da América Latina. Segundo ranking da publicação britânica Times Higher Education (THE)
publicado: 19/06/2019 11h58, última modificação: 19/06/2019 14h07
Foto: arquivo pessoal

A egressa do campus de Juazeiro, Paula Larissa Dias Lima, foi aprovada na seleção para o mestrado em engenharia elétrica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). “O IFCE me ajudou a alcançar esse resultado me permitindo ser aluna bolsista. Como bolsista, pude participar de congressos e publicar artigos acadêmicos”, destaca.

Paula participou do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e, durante a graduação, integrou vários projetos. Com o professor Alan Kelvin, desenvolveu o projeto “Hidropoino - horta hidropônica sustentável utilizando placa Arduino uno”. Com o professor Manuel Edervaldo Souto Araújo, o trabalho foi sobre “Uma ferramenta para o estudo do comportamento mecânico dos condutores em redes aéreas de distribuição”. Junto à professora Régia Talina, elaborou a pesquisa sobre a “Manutenção preventiva em equipamentos industriais: uma inovação aplicada em uma indústria no interior do Ceará”. Paula também fez parte do projeto de extensão “Somare”, que realizou atividades de revitalização de equipamentos elétricos no abrigo Nossa Senhora das Dores, orientada pela professora Flávia Gaudêncio.

A tecnóloga em automação industrial conta que iniciou o curso sem saber exatamente o que queria fazer ao concluir a faculdade, mas descobriu o seu caminho durante a graduação. “Descobri que queria seguir carreira acadêmica quando participei de eventos científicos promovidos pelo próprio IFCE – Juazeiro, como a Semana de Iniciação Científica (Semic) e a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT)”, diz. Paula explica que após o mestrado pretende ingressar logo no doutorado porque tem certeza que quer continuar na carreira acadêmica. “Ao fim de toda essa jornada pretendo voltar e atuar na região Nordeste, pois acredito que aqui temos muito potencial para o desenvolvimento tecnológico”, enfatiza.