Você está aqui: Página Inicial > Fortaleza > Notícias > IFCE está no top 10 de notas de corte parcial do Sisu 2019
conteúdo

Notícias

IFCE está no top 10 de notas de corte parcial do Sisu 2019

Engenharias Civil e de Computação de Fortaleza estão no top 10 do dia 24, segundo o G1
última modificação: 01/02/2019 09h28

De acordo com levantamento do G1, em referência ao dia 24 de janeiro (até a meia noite), o IFCE de Fortaleza teve dois cursos dentre os 10 com maiores notas de corte  do SISU 2019, levando em conta o sistema de bônus: Engenharia Civil e Engenharia de Computação.

O curso de Engenharia Civil assegurou o terceiro lugar, com nota 864,20, e a Engenharia de Computação, o oitavo lugar, com nota 849,46.  O 9º lugar ficou também com o IFCE, tendo como mérito a Engenharia Mecânica do campus de Maracanaú, com nota 846,31. Nos três casos, são aplicados às notas o bônus regional de até 20%.

Segundo o coordenador do bacharelado em Engenharia Civil do IFCE de Fortaleza, professor Marcos Porto, a elevada nota de entrada comprova a qualidade do material humano de que a instituição dispõe. “Os alunos da Engenharia Civil têm um nível muito bom, e isso permite aos professores avançar e as turmas responderem”, avalia. Um aspecto que considero muito importante, acrescenta, é que a maioria quer Engenharia mesmo.

Já o coordenador do bacharelado em Engenharia de Computação, professor Fernando Parente, afirma que o resultado é reflexo da demanda por profissionais da área da Computação e pelas engenharias do IFCE estarem mais conhecidas. “Nossos cursos de Engenharia são relativamente novos em comparação, por exemplo, à UFC e à UECE. A Computação do campus de Fortaleza é de 2007”, analisa. No último Enade, continua Parente, "asseguramos o conceito mais alto [quatro]. Além disso, apesar da crise, os alunos de TI não têm encontrado dificuldade no mercado de trabalho. Juntou a maturidade do curso e a demanda pela mão de obra de TI”, acredita.

O IFCE mantém o sistema de bonificação como ações afirmativas próprias desde 2016. No caso dos três cursos citados pela reportagem do G1, ganham a bonificação os candidatos que residem na Região Metropolitana de Fortaleza.

Com informações da matéria produzida por Cláudia Monteiro - Reitoria

 

 

registrado em: , ,