Você está aqui: Página Inicial > Fortaleza > Notícias > Discentes contribuem com a mudança da realidade de minorias
conteúdo

Notícias

Discentes contribuem com a mudança da realidade de minorias

Projetos Sociais é disciplina obrigatória nos cursos superiores do IFCE
última modificação: 16/12/2021 18h19

Novos produtos gratuitos desenvolvidos por alunos do IFCE de Fortaleza, este ano, durante a disciplina de Projetos Sociais - obrigatória nos cursos superiores do IFCE - continuam a mudar a realidade de quem mais precisa no Estado. Dentre as diversas iniciativas mais recentes, estão o Guia Indígena, o História de Pescador e o Marketplace para ONGs.

Para elaborar o Guia Turístico (foto capa), os estudantes do Bacharelado em Turismo do IFCE de Fortaleza trabalharam com os Jenipapos-canindés em Aquiraz, com os Pitaguary em Maracanaú e com os Kanindé em Aratuba, que fazem turismo de base comunitária. De acordo com Danielly Oliveira, uma das alunas idealizadoras do projeto, o Guia apresenta destaques para os atrativos culturais dos territórios acima citados com o objetivo de ajudar as comunidades promoverem o turismo cultural sustentável.

O projeto social História de Pescador também é da área do Turismo. A equipe fez pesquisa e entrevistas virtuais e presenciais (foto arquivo pessoal) com os pescadores artesanais do Mucuripe, em Fortaleza, abordando a importância milenar da atividade pesqueira. Eles também produziram e entregaram a esse grupo de profissionais cartilhas de boas práticas de manejo de alimentos e de atendimento ao público. Edilaine Cabrera Alves, uma das integrantes da equipe, acrescenta que a escolha pelos pescadores artesanais se deu por serem uma categoria profissional pouco valorizada e pelo fato de o Mucuripe representar uma riqueza histórica de Fortaleza.

Site gratuito

Mais um projeto é o Marketplace para ONGs, desenvolvido por equipe discente da Engenharia de Computação. O produto desse grupo é um site que dá suporte ao terceiro setor, proporcionando mais visibilidade para as iniciativas e facilitando a interlocução com a sociedade. Luiz Gabriel Oliveira, um dos alunos envolvidos na iniciativa, destaca que o site é gratuito e atualmente pode ser acessado em https://projetos-sociais.com. Ele destaca um dos possíveis passos futuros para o produto: utilizar um crawler, um robô virtual, para navegar na internet e indexar automaticamente as informações de ONGs e projetos sociais categorizados por temas (infanto-juvenis, idosos, etc.).

O professor Antonio Cavalcante, docente da disciplina de onde foram desenvolvidos os projetos sociais mencionados, explica que, “antes da intervenção prática, os estudantes discutem o contexto socioeconômico e político da realidade brasileira, do Nordeste e do Ceará; trabalhamos com a história das lutas sociais e dos movimentos sociais no Brasil e na América Latina, com a discussão a respeito do terceiro setor, as ONGs; antes é preciso haver uma discussão epistemológica desses conceitos sociológicos importantes, que vêm a fundamentar a construção do projeto social concreto, ou seja, a materialização desse conhecimento numa realidade escolhida pelo/s alunos/as”.

 

Mais informações: antonio.cavalcante@ifce.edu.br

Márlen Danúsia - campus de Fortaleza