Você está aqui: Página Inicial > Crato > Notícias > Campus de Crato investe em infraestrutura
conteúdo

Notícias

Campus de Crato investe em infraestrutura

OBRAS E AQUISIÇÕES

Investimentos em reforma e equipamentos somam mais de R$ 2.7 milhões
última modificação: 12/01/2021 17h58
Foto: arquivo Laboratórios de informática passarão por reforma

Laboratórios de informática passarão por reforma

O início de 2021 traz boas notícias para a comunidade do campus de Crato do IFCE: o campus segue investindo para modernizar sua infraestrutura com reforma, reestruturação de laboratórios e aquisição de equipamentos e acervo bibliográfico. O investimento total nas ações é de R$ 2.775.561,45.

O prédio que abriga os laboratórios de informática, por exemplo, passará por reforma avaliada em R$ 1.150.384,55. A obra, que deve durar seis meses, faz parte de um pacote de quarenta intervenções em todo o IFCE, anunciadas em solenidade nesta segunda-feira (11) pelo reitor da instituição, Virgílio Araripe. Saiba mais sobre as obras aqui.

Para reestruturar os laboratórios de informática já existentes e criar novas salas, a instituição adquiriu 120 novos computadores. Foram adquiridos ainda projetores multimídia para instalação nas salas de aula. A aquisição desses equipamentos contou com investimento de R$ 611.727,90. A melhoria da internet do campus também faz parte da reestruturação para 2021: foram investidos R$ 197.685,00 em equipamentos de rede.

Com o objetivo de atender os cursos de Agropecuária e Zootecnia e o recém criado curso técnico em Agroindústria, será instalado no campus um laboratório de bromatologia, ciência que estuda os alimentos. Os equipamentos necessários já foram adquiridos, e o laboratório deve entrar em fase de reforma das instalações, com investimento total de R$ 607 mil. O setor se juntará ao laboratório de análise de solos, implantado em 2020.

Outras áreas receberam investimentos neste início de 2021: o acervo da biblioteca será ampliado, com investimento de R$ 81 mil em mais de mil exemplares das áreas de ciências exatas e da terra, ciências sociais aplicadas, linguística, letras e artes, ciências agrárias, ciências biológicas e obras multidisciplinares. Também foi investido R$ 127.764,00 para aquisição de notebooks que devem atender as necessidades pedagógicas da instituição.

Para o diretor-geral da instituição, Joaquim Rufino Neto, "o conjunto de todas essas ações deve modernizar a infraestrutura do campus, embora ainda haja muito a se fazer, principalmente nos laboratórios vivos, que também têm projetos encaminhados". A reforma e as aquisições de equipamentos atendem a objetivos incluídos no Plano de Desenvolvimento Institucional (2019-2023).