Você está aqui: Página Inicial > Aracati > Notícias > Implantada estação de piscicultura do IFCE em Aracati
conteúdo

Notícias

Implantada estação de piscicultura do IFCE em Aracati

EM FUNCIONAMENTO

Equipamento é destinado aos cursos do eixo de Recursos Naturais
publicado: 26/12/2018 10h59, última modificação: 26/12/2018 11h22
Alunos dos cursos de Aquicultura desenvolvem atividades didáticas no novo equipamento

Alunos dos cursos de Aquicultura desenvolvem atividades didáticas no novo equipamento

As novas instalações da Estação de Piscicultura do campus de Aracati do Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) já estão em funcionamento, com as atividades didáticas, de pesquisa e extensão iniciadas neste mês. O equipamento atende diretamente as demandas relacionadas ao eixo de Recursos Naturais, especialmente dos cursos de Aquicultura (técnico e Engenharia).

De acordo com o professor Glacio Souza Araujo, foi uma valiosa conquista, para o campus, a implantação e o funcionamento, ainda na forma de adequação, das estruturas de cultivo dos animais aquáticos da nova estação de piscicultura. “O equipamento é de grande importância para a formação dos discentes e realização de aulas práticas de diversas disciplinas dos referidos cursos”, salientou.

Dentre as atividades, ele destaca, por exemplo, o cultivo e reprodução de tilápias para o desenvolvimento de projetos em funcionamento, como a doação de alevinos para peixamento de corpos hídricos na região leste cearense, com o envolvimento de estudantes do campus. Glacio coordenava a Estação de Piscicultura do instituto que funcionava no centro de Aracati e foi responsável pelo transporte dos peixes da antiga unidade para as instalações atuais localizadas na Rodovia CE 040 (km 137,1, bairro Aeroporto).

A estrutura possui dois tanques de manejo dos animais, seis tanques de alevinagem, um tanque circular de engorda, quatro tanques circulares de manutenção de reprodutores e reprodução dos peixes, além de uma lagoa de sedimentação, poço profundo e duas salas destinadas para apoio nessas diversas atividades.

A iniciativa foi consolidada por meio de recursos de emenda parlamentar destinada pelo deputado federal André Figueiredo, com valor total de 180 mil reais, que propiciaram também a implantação da estrutura física do Laboratório de Química do campus.