Você está aqui: Página Inicial > Aracati > Notícias > Encontro foca melhoria da Aquicultura no Ceará
conteúdo

Notícias

Encontro foca melhoria da Aquicultura no Ceará

III ENAQUI

Evento ocorre nos dias 22 e 23 de novembro, com palestras sobre técnicas para superar desafios do setor
publicado: 22/11/2018 09h28, última modificação: 22/11/2018 09h38
Evento no IFCE conta com especialistas de instituições parceiras

Evento no IFCE conta com especialistas de instituições parceiras

Um dos setores de maior produtividade socioeconômica da região, a aquicultura vai mobilizar a atenção de estudantes, pesquisadores e profissionais interessados no assunto, em evento promovido pelo campus de Aracati do Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) nos dias 22 e 23 de novembro. Trata-se do III Enaqui (Encontro de Aquicultura), cuja programação contará com uma série de palestras apresentadas por especialistas que atuam em empresas e instituições parceiras do IFCE.
 
O teor da iniciativa agrega conhecimentos visando à melhoria da produção de recursos aquáticos voltados para a alimentação, como peixes e frutos do mar. De acordo com o professor Sandro Neves, coordenador do curso de engenharia de Aquicultura do campus, o evento vem ao encontro dos esforços da região para transpor dois grandes desafios do setor: a crise hídrica e a enfermidade - conhecida como “mancha branca” - que afeta a carcinicultura (técnica de criação de camarões em viveiros). “O intuito das palestras é difundir as técnicas de uso racional da água e dos recursos que possibilitem maior biossegurança nos criatórios”, salienta o professor.

Na sua organização, o Enaqui conta com o empenho de servidores e alunos do campus, destacadamente do técnico e da engenharia em Aquicultura. Essa é a primeira edição em que os estudantes estão inseridos diretamente na produção do Encontro. Para Ilana Beatriz, aluna da Engenharia, a experiência de estruturar o evento, sem ter nenhuma experiência, é desafiadora e instigante. “A gente  tem uma grande vontade de fazer com que o evento dê certo e o maior objetivo é aproximar a instituição  dos produtores”, frisa Ilana, acrescentando: “Aracati tem um grande potencial na Aquicultura, mas ainda há uma grande dificuldade em fazer esse link: trazer o produtor para dentro da instituição.

A maior aspiração dos que atuam no setor é que o Ceará volte a ter os índices de produtividade que detinha em anos recentes. De acordo com dados da Associação Cearense de Aquicultores(ACEAQ), o estado já foi o maior produtor de piscicultura do país, ficando hoje na vigésima colocação. Já na carcinicultura, até 2017, estava em primeiro lugar, sendo ultrapassado agora pelo Rio Grande do Norte.  

Confira a programação completa na página do evento.

 

Elinaldo Rodrigues