Você está aqui: Página Inicial > Aracati > Notícias > Curso aborda bacteriologia em cultivo de camarões
conteúdo

Notícias

Curso aborda bacteriologia em cultivo de camarões

INSCRIÇÕES ABERTAS

Serão ofertadas 35 vagas, com aulas práticas e teóricas nas instalações do campus
publicado: 09/04/2019 15h44, última modificação: 10/04/2019 08h37

 O campus de Aracati vai abrigar o curso básico de Bacteriologia em Fazendas de Cultivo de Camarões Marinhos, nos dias 11, 12 e 13 de abril. O curso será ministrado pelo biólogo marinho Marcelo Lima Santos, consultor da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) e do Sebrae, com apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão.

A iniciativa tem como um dos propósitos a capacitação de professores do eixo de recursos naturais do campus, que terão acesso gratuito. Também serão disponibilizadas duas vagas gratuitas para alunos do campus com menor poder aquisitivo. Já para os demais interessados as inscrições são pagas (R$ 300,00 para alunos do campus e R$ 600,00 para público externo) . Em todos os casos, as inscrições devem ser feitas diretamente com o ministrante (por meio dos telefones 84-9.9927.9710 e 84-3614.3584 ou por e-mail: marcelobiologo@bol.com.br e marceloavimex@hotmail.com)

O curso se divide em aulas teóricas, ministradas no auditório e, sobretudo, práticas nos Laboratórios de Tecnologia Aquícola (ITA) e de Patologia de Organismos Aquáticos (LabPOA) do IFCE (Rodovia CE 040, Km 137,3, bairro Aeroporto - Aracati). Serão ofertadas 35 vagas, sendo formados cinco grupos de sete pessoas cada.

De acordo com o instrutor Marcelo Lima, a bacteriologia é um recurso novo que integra o monitoramento como uma das ferramentas fundamentais na sustentabilidade da atividade, haja vista que muitas enfermidades do camarão cultivado estão envolvidas com a bacteriologia. “Quanto mais controle você tiver dentro desses parâmetros microbiológicos, maior vai ter uma panorama da sanidade do camarão cultivado.” explica.

Em razão da capacitação a que os docentes do campus terão a oportunidade de participar, o professor William Alves, coordenador ressaltou a importância da iniciativa, agradecendo a parceria com o ministrante que se disponibilizou a compartilhar seus conhecimentos. “É uma área muito importante para o setor, sobretudo em função da situação que o segmento está enfrentando diante da proliferação de patógenos na atualidade”, salientou.