Você está aqui: Página Inicial > Aracati > Notícias > Bate-papo esclarece dúvidas sobre febre amarela
conteúdo

Notícias

Bate-papo esclarece dúvidas sobre febre amarela

Equipe de Assistência Estudantil organizou atividade sobre o tema

publicado: 01/02/2018 14h49, última modificação: 01/02/2018 16h10
Atividade foi realizada no dia 01/02/2018 no auditório do campus de Aracati

Atividade foi realizada no dia 01/02/2018 no auditório do campus de Aracati

Você sabe reconhecer os sintomas da febre amarela? Sabe como a doença é transmitida? E sabe quem pode receber a imunização? Pensando em esclarecer dúvidas como essas, parte da equipe de Assistência Estudantil do campus de Aracati organizou um bate-papo sobre a febre amarela. A atividade foi realizada na manhã desta quinta-feira (1º) no auditório do campus.

“A equipe de saúde do campus vinha recebendo muitas dúvidas sobre esse assunto, então pensamos nessa atividade”, diz a médica Rachel Boaventura. Além dela, a enfermeira Marcela Lima e a técnica em enfermagem Quezia Melo também organizaram a programação. “As dúvidas em relação às vacinas, quem deve tomar e quem não deve, como a doença é transmitida... a gente fez essa atividade pra esclarecer todas essas questões”, complementa Rachel.

Sintomas da febre amarela
A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida, no meio urbano, pelo mosquito Aedes aegypti . As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela (Fonte: Fiocruz).

Vacina
Em todo o estado do Ceará, somente pessoas que vão viajar ou vivem nas regiões que registram casos da doença precisam receber a vacina. É o caso do leste de Minas Gerais, oeste do Espírito Santo, noroeste do Rio de Janeiro, oeste da Bahia e algumas cidades de São Paulo. Para receber a vacina é necessário apresentar o comprovante de passagem da viagem. Em Aracati, antes de procurar o posto de saúde, o interessado deve se dirigir à sede da Secretaria de Saúde e apresentar documento oficial de identidade, comprovante de endereço e comprovante de viagem.

A vacina é contraindicada para menores de seis meses, maiores de 60 anos, mulheres grávidas ou que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas com deficiência imunológica congênita ou adquirida.