Você está aqui: Página Inicial > Acaraú > Notícias > Representantes de Acaraú são agraciadas com I Prêmio Mulheres na Ciência
conteúdo

Notícias

Representantes de Acaraú são agraciadas com I Prêmio Mulheres na Ciência

Reconhecimento

O prêmio é um reconhecimento às alunas e servidoras da Instituição que se destacam nas pesquisas
publicado: 01/05/2019 09h26, última modificação: 02/05/2019 07h56
"Divulgação" Sentimento era de satisfação da docente e alunas de Acaraú

Sentimento era de satisfação da docente e alunas de Acaraú

A professora Rafaela Maia e a aluna Mayane Rocha, do curso de Ciências Biológicas do campus de Acaraú do IFCE, além de Veruska Amorin (mestranda de Tecnologia e Gestão Ambiental do IFCE) e a bióloga Grasielle Dayse, todas integrantes do Laboratório de Ecologia de Manguezais (Ecomangue) do campus acarauense, conquistaram o I Prêmio Mulheres na Ciência. O evento é uma forma de reconhecimento da Instituição a 78 servidoras e 67 alunas que se destacaram em suas contribuições científicas. A premiação, que contou ainda com a presença do diretor-geral Manoel Paiva, foi entregue, em 30 de abril, no auditório do campus de Fortaleza. Todas as servidoras e alunas ganharam medalhas em reconhecimento à sua atuação como pesquisadoras.

Antes da entrega das premiações, foi realizada mesa-redonda com o tema: "Protagonismo e Empoderamento Feminino", com a participação de Maria da Penha, farmacêutica bioquímica símbolo da luta pelos direitos da mulher e contra a violência doméstica no Brasil; da professora adjunta do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) Sonia Guimarães, e da docente do Colégio Estadual Maria Emília Rabelo, Maria Sângela de Sousa.

Ainda dentro da temática de valorização e do respeito à mulher, foram apresentados, dentro da programação, uma cartilha e um aplicativo de combate ao assédio sexual atualmente em desenvolvimento no IFCE.

As estudantes e servidoras reconhecidas pelo Prêmio Mulheres na Ciência foram selecionadas por meio de edital lançado pela Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI), cujo objetivo foi de valorizar, elevar, estimular e reconhecer o protagonismo as pesquisadoras.

Pelo campus de Acaraú, ainda foi selecionada para o prêmio a professora Camila Franco, da área de Empreendedorismo, mas a discente não se fez presente ao evento.