Você está aqui: Página Inicial > Acaraú > Notícias > Encontro debate fomento do setor da Pesca em Acaraú
conteúdo

Notícias

Encontro debate fomento do setor da Pesca em Acaraú

Extensão

O objetivo do encontro foi dispor ao Governo Municipal ferramentas para elaboração de Plano de Ação e fortalecer as parcerias para ampliar e consolidar a oferta de formação na área da pesca
última modificação: 11/05/2021 16h32
Edson Costa Momento foi realizado no átrio do campus e seguiu todas as medidas sanitárias de saúde

Momento foi realizado no átrio do campus e seguiu todas as medidas sanitárias de saúde

Foi realizada, na última segunda-feira, 10, uma reunião no prédio do campus de Acaraú entre o grupo gestor e docentes e técnicos da área da Pesca da unidade com representantes da Prefeitura, Agência da Capitania dos Portos em Camocim, Câmara Municipal de Acaraú, Associação dos Armadores de Pesca e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). O objetivo do encontro foi dispor ao Governo Municipal ferramentas para elaboração de Plano de Ação para fortalecimento das políticas de fomento do setor pesqueiro, bem como fortalecer as parcerias para ampliar e consolidar a oferta de formação de recursos humanos para profissionais aquaviários, fomentando o aperfeiçoamento profissional da área pesqueira na região.

Entre os que participaram desse encontro, estava Marlene Oliveira, da Associação dos Armadores de Pesca do Município de Acaraú. Para ela, o momento revestiu-se de grande relevância, pois "a gente tem que reconhecer a devida importância do setor da pesca para o nosso Município e região e como todo setor, precisa estar organizada, com a consciência de todos, pois é uma fonte de renda e uma hora é importante começarmos a fazer as coisas da maneira certa", opinou.

O zootecnista Edineudo Pontes, da Secretaria de Agronegócios e Pesca da Prefeitura de Acaraú, pontuou que, entre os objetivos da reunião está o de fazer "um levantamento geral do setor pesqueiro do Município de Acaraú, atividade esta que tem um potencial imenso, mas a Secretaria de Agronegócios apresenta poucas informações do setor, então objetivamos fazer esse apanhado de informações, cadastro das embarcações, dos pescadores, das marisqueiras, dos armadores de pesca, para que tenhamos o real impacto dessa atividade em nosso Município", pontuou.

Entre os participantes da reunião estava o vereador Gleison Rodrigues, do Município de Acaraú, que é egresso da Instituição. O parlamentar fez um balanço positivo do momento. "Esse foi um momento muito importante para nossa cidade. A pesca hoje assume um papel muito importante na economia do nosso Município. Parabenizo a Prefeitura pela iniciativa em ouvir todos estes atores envolvidos no setor pesqueiro, setor este que ajuda muitas pessoas, leva renda para muitas famílias, especialmente das comunidades litorâneas. E a importância de um momento como esse é ouvir cada ente que participa desse setor, para que possamos desenvolver ainda mais a pesca em nossa região", declarou.

Segundo a professora Soniamar Saraiva, coordenadora do curso Técnico em Pesca do campus de Acaraú, a reunião revestiu-se de grande relevância, uma vez que "a Prefeitura vem buscar novos parceiros e aí temos este encontro entre o Instituto Federal, com uma equipe preparada, com a oferta de cursos nesta área e estamos abertos abertos a novas demandas, também neste encontro temos a Marinha do Brasil, os armadores de pesca, enfim, é importante que se comece a falar sobre a pesca que queremos no futuro. Sabemos que temos muitos problemas, mas todos nós estamos empenhados em resolvê-los e acredito que, se houver interesse, um trabalho com afinco, conseguiremos chegar lá", avaliou.

O Capitão-Tenente Márcio Luiz Neto, agente da Capitania dos Portos de Camocim, que também participou do encontro no IFCE acarauense, além da segurança do tráfego aquaviário em mais de 50 cidades do litoral Oeste, também somos responsáveis pela formação profissional das tripulações que operam nessa região e dentro dessse contexto, foi substancial nossa participação nesse encontro com o intuito de debater projetos e alternativas para adequada regularização e formação da mão de obra para adequada regularização da área da Pesca em Acaraú. Essa roda de debates em prol da pesca foi muito proveitosa, pois possibilitará a congregação de esforços entre as Instituições participantes com base nas boas práticas obtidas por meio da exitosa parceria estabelecida entre a Marinha do Brasil e o Instituto Federal do Ceará - Campus Acaraú", disse.

Conforme o agente, ao final da roda de debates, ficou acertado que será elaborado "plano de trabalho entre as Instituições participantes com uma lista de ações coerentes e concretas que iniciaremos a execução ainda em 2021 em prol da comunidade marítima acarauense", relatou.

O diretor-geral do campus de Acaraú, professor João Vicente Mendes Santana, que é docente da área de pesca e um dos responsáveis pelo ensino profissional-marítimo da unidade, avaliou o encontro de forma bastante positiva. "Esta é a segunda reunião que estamos fazendo e, desta vez, uma bem mais ampla e é natural que tenhamos muito assunto a ser discutido, mas os posicionamentos estão todos no sentido para a elaboração do plano de ação por parte do Município e o Instituto está a postos no que puder colaborar dentro deste importante setor. Vejo com otimismo com essa rodada de conversa e direcionamentos isso venha a trazer grandes frutos", relatou.

Entre os encaminhamentos práticos gerados a partir do encontro no IFCE, acertou-se que será realizada reunião com a participação de bancos de desenvolvimento, outra com a presença da prefeita Ana Flávia, tentar sanar os problemas enfrentados com a logística de transporte para viabilizar a participação dos pescadores em cursos, a qual houve uma sinalização positiva por parte do secretariado municipal, a oferta de cursos de qualificação por parte da Marinha nas próprias comunidades dos pescadores com o apoio da Prefeitura. "Esses são exemplos práticos, a qual caberá apenas um planejamento de trabalho, a partir do qual partiremos para sua execução", explicou o professor João Vicente.

Edson Costa - Acaraú