Você está aqui: Página Inicial > Acaraú > Notícias > App "Ecomangueando" é desenvolvido por laboratório de Acaraú
conteúdo

Notícias

App "Ecomangueando" é desenvolvido por laboratório de Acaraú

Pesquisa

O software educativo sobre manguezais foi idealizado pelo Laboratório Ecomangue do campus e desenvolvido em parceria com o campus de Tianguá
última modificação: 14/10/2022 09h41
"Divulgação" Rafaela Maia ao lado da aluna Lídia

Rafaela Maia ao lado da aluna Lídia

Na noite de 10 de outubro, como parte da programação do Universo IFCE, que acontece nesta semana, no campus de Acaraú do IFCE, foi lançado um software educativo para dispositivos móveis sobre manguezais, idealizado pelo Laboratório Ecomangue do campus e desenvolvido em parceria com o campus de Tianguá. Intitulado "Ecomangueando", o mesmo tem como objetivo ser mais uma ferramenta para educação ambiental sobre o manguezal, ecossistema predominante na região do Baixo Acaraú.

De forma geral, o aplicativo se divide em cinco ícones: conhecendo o manguezal, dicas e curiosidades (contendo um quiz), um catálogo da flora e fauna, com fotos e nomes dos organismos que habitam o ecossistema, um mapa dos manguezais no Brasil, por meio do qual é possível apropriar-se da especificidade de cada região ao longo de toda costa brasileira, e uma visita virtual em um manguezal. O app também conta com áudio descrição dos textos com vistas a garantir maior acessibilidade.

Corre pois já está disponível para download gratuito do google play store

O app é fruto de um projeto de pesquisa da aluna Lídia Nogueira de Queiroz, do curso de Ciências Biológicas, do campus de Acaraú, e do aluno Francisco Ítalo Félix Fernandes, do curso de Ciências da Computação, do campus de Tianguá, como fruto de seus Trabalhos de Conclusão de Curso. Ambos contaram com a orientação da professora Rafaela Camargo Maia (Acaraú) e Francisca Raquel de Vasconcelos Silveira (Tianguá).

"Acreditamos que este produto é mais um exemplo da visão institucional do Instituto pautada nos pilares do Ensino, Pesquisa e Extensão, visto que esse software foi produzido de forma eficaz pelos nossos alunos, o que mostra a qualidade educacional da nossa instituição", frisou a professora Rafaela Maia, que coordena o Laboratório de Ecologia de Manguezais (Ecomangue), no campus de Acaraú, e uma das orientadoras do projeto.

Rafaela Maia ainda destacou a importância do desenvolvimento de ferramentas como esta de preservação do manguezal, "um ecossistema que tem padecido e sido negligenciado quanto à sua conservação prioritária, comprometendo os bens e serviços disponibilizados", referenciou.

Edson Costa - Acaraú