Você está aqui: Página Inicial > Acaraú > Notícias > Aluno de Ciências Biológicas estagia em Museu de São Paulo
conteúdo

Notícias

Aluno de Ciências Biológicas estagia em Museu de São Paulo

Estágio

Davi Lima destacou a grande experiência que teve no Museu de Zoologia da USP
publicado: 13/11/2018 12h17, última modificação: 13/11/2018 12h44
"Divulgação" Davi ajudou nas atividades do museu, numa rica troca de experiência

Davi ajudou nas atividades do museu, numa rica troca de experiência

O acadêmico Davi Lima, estudante do 6° semestre do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do campus de Acaraú do IFCE, que é membro do Laboratório de Ecologia de Maguezais (Ecomangue), realizou um estágio de caráter voluntário no Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (MZUSP) no período de 8 a 26 de outubro. Na ocasião, o estudante trabalhou no desenvolvimento de um artigo científico relacionado ao levantamento epifaunístico de quítons (Mollusca polyplacophora), do arquipélago de Fernando de Noronha, que, em breve, terá sua versão submetida para publicação.

O discente relata que foi gratificante o estágio e agradeceu pelas experiências adquiridas. "Agradeço primeiramente ao curador responsável pelo laboratório de Malacologia, Dr. Luiz Ricardo Lopez de Simone, que me acolheu em seu laboratório, sem mensurar a grande admiração que tenho pelo seu trabalho e o talento na área malacológica. Agradeço igualmente ao meu querido amigo e parceiro de pesquisa, Jaime Jardim, pela atenção necessária, sem deixar de mencionar seu auxílio e preocupação necessária nos momentos de dificuldade, no decorrer do desenvolvimento dos trabalhos, meus sinceros agradecimentos de todo coração", pontuou.

Davi ainda destacou o importante apoio dos técnicos de laboratório "pela ajuda que me favoreceram a ter conhecimentos sobre os andamentos do laboratório", ressaltou.

Davi disse estar muito feliz por ter feito novos amigos e companheiros de pesquisa durante este período de estágio no Museu, em uma rica troca de conhecimentos e experiência. "Eu confesso que já me sinto parte desta grande família. A todos os funcionários do Museu, obrigado pelo apoio e pela ajuda necessária. Obrigado, MZUSP", bradou o estudante Ifceano.