Você está aqui: Página Inicial > Acaraú > Notícias > Acaraú faz-se representar em workshop sobre Qualidade do Ensino
conteúdo

Notícias

Acaraú faz-se representar em workshop sobre Qualidade do Ensino

Workshop

No workshop, realizado no campus de Tianguá, foram discutidas estratégias para a busca da excelência dos cursos superiores do Instituto.
publicado: 01/11/2018 11h19, última modificação: 01/11/2018 12h04
"Divulgação" O evento contou com grande troca de experiência e conhecimento

O evento contou com grande troca de experiência e conhecimento

Os coordenadores dos cursos superiores e representantes da Coordenação Técnico-Pedagógica (CTP) do campus de Acaraú do IFCE participaram do "Workshop Regional sobre Indicadores de Qualidade do Ensino do IFCE", realizado no prédio do campus de Tianguá. No evento, foram discutidas estratégias para a busca da excelência dos cursos superiores do Instituto.

As palestrantes foram as servidoras Antônia Lucivânia de Sousa (diretora de administração acadêmica) e Jarbiane sucupira Alves (coordenadora pedagógica). O evento ainda contou com representantes da Pró-Reitoria de Ensino da Instituição e gestores das unidades.

Entre os temas discutidos, estava elencado o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC), um indicador de qualidade que avalia as Instituições de Educação Superior, e as possibilidades de melhorar esses índices dos cursos superiores do Instituto Federal do Ceará. O surpreendente entre os dados levantados foi que o curso de Licenciatura em Física de Acaraú foi destaque dada a sua evolução no conceito Enade entre os anos de 2014 e 2017, passando de conceito 1 para 3, numa escala que vai até 5. Com isso, o Conceito Preliminar de Curso (CPC) passou de 2 para 3. "Isso é motivo de uma grande satisfação para todos nós que fazemos o curso de Física e para o campus, fruto de um grande trabalho realizado dia a dia com afinco em nossa Instituição", destacou o coordenador do curso, professor Paulo Santiago.

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do campus de Acaraú também melhorou os índices no Enade, pulando de conceito 3 para 4, alcançando resultado acima da média comparado aos outros campi, sendo que a nota máxima é 5. 

Além de Acaraú, estavam representados no evento os campi de Camocim, Itapipoca, Sobral, Ubajara, bem como o anfitrião, Tianguá.

Avaliação de cursos superiores

De acordo com a Portaria nº 40, de 12 de dezembro de 2007, art. 33-B, os indicadores de qualidade são obtidos com base no Enade e em demais insumos constantes das bases de dados do MEC, segundo metodologia própria, aprovada pela Conaes e atendidos os parâmetros da Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004.

Os indicadores de qualidade são expressos em escala contínua e em cinco níveis, nos quais os níveis iguais ou superiores a 3 (três) indicam qualidade satisfatória. Eles servem como orientadores das avaliações in loco do ciclo avaliativo, sendo importantes instrumentos de avaliação da educação superior brasileira.