Você está aqui: Página Inicial > Pró-reitoria de Extensão > Perguntas frequentes

Perguntas frequentes

por 1891413 publicado 16/12/2015 13h35, última modificação 16/12/2015 13h35

I - Eixo Assistência Estudantil


 

Qual o papel da extensão do IFCE?
Desenvolver ações de modo a atender demandas das comunidades, contribuindo para minimizar as desigualdades sociais, propiciando, ainda, uma formação complementar ao aluno, estimulando-o para a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

Quais as áreas temáticas da extensão?
Formação profissional e Tecnológica, Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Geração de estágio e Emprego, Inclusão Social e Produtiva, Esporte, Cultura e Lazer.

Como proceder para desenvolver ações extensionistas?
Elaborar projetos que deverão ser encaminhados à chefia de Departamento da área afim à proposta, para aprovação e posterior apresentação à Diretoria/Coordenação de Extensão de cada campus.

A quem procurar para cadastro de projetos e/ou programas extensionistas?
Diretoria/Coordenações de Extensão dos Campi.

Quem pode participar com demandas extensionistas?
- Professores, servidores técnico administrativos e alunos; entidades governamentais, não governamentais e empresas, por meio de convênios e termo de cooperação.

Como está estruturada a Política de extensão no IFCE?
A extensão do IFCE é realizada através de quatro eixos: assistência estudantil, social, internacional e empresarial.

O que é a Assistência ao Educando?
É um direito universal dos educandos ao acesso de ações integradas e articuladas de apoio ao estudante, com a finalidade de colaborar com a permanência e êxito dos mesmos, priorizando aqueles em situação de vulnerabilidade social, buscando ainda contribuir com a formação integral.

Quais as modalidades de auxílios aos discentes são ofertadas pelo IFCE?
Auxílio-moradia; auxílio-alimentação; auxilio-transporte; auxílio -óculos; auxílio- EJA; auxílio visitas e viagens técnicas; auxílio-acadêmico; auxílio-didático-pedagógico; auxílio discentes mães/pais; auxílio internacional.

Quem tem direito de requerer auxílio ao discente?
O auxílio será concedido aos discentes com matrícula e frequência regulares, em de todos os níveis de ensino, ofertados pelo IFCE, priorizando os estudantes oriundos da rede pública de educação básica ou com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio, sem prejuízo de demais requisitos fixados pelas instituições federais de ensino superior, conforme decreto7.234, de 19 de julho de 2010 do PNAES
O auxílio será concedido em forma de pecúnia, ou serviço ofertado, considerando-se a disponibilidade orçamentária e financeira destinada ao IFCE, para atender ao Programa de Assistência ao Educando no exercício financeiro.

Quais são os serviços ofertados na Assistência Estudantil?
assistência psicossocial; merenda escolar, serviço médico odontológico; e sóciopedagógico; desporto e lazer e grupos culturais.

Como requerer o auxílio discente?
Encaminhar requerimento do auxílio à Coordenação de Serviço Social ou setor equivalente, para análise e deferimento, acompanhado da seguinte documentação:
a) Comprovante de renda mensal familiar de até um salário mínimo e meio vigente.
b) Xerocópias da conta de energia elétrica, RG e CPF
c) Outros, de acordo com o auxílio solicitado.

Cada estudante só pode requerer um auxílio discente?
Ao discente podem ser concedidas mais de uma modalidade de auxílio, observando-se o fator socioeconômico como prioritário do requerente e a disponibilidade orçamentária e financeira destinada ao IFCE.

 

II - Eixo Social



O que são as ações sociais do IFCE?

São mecanismos de aproximação dos Institutos Federais às comunidades circunvizinhas na difusão da práxis social entre alunos e professores, retornando para comunidade e/ou reconstituindo com a mesma os saberes apreendidos no meio acadêmico e oportunizando aos estudantes vivenciar a articulação entre Ensino, Pesquisa e Extensão.
O IFCE desenvolve programas e projetos sociais, incluindo as temáticas de gênero, acesso a educação, cultura, desporto e lazer. O intuito é ir além dos muros institucionais e contribuir para minimizar as vulnerabilidades sociais.
De acordo com o Termo de Acordo de Metas e CompromissosdoMinistério da Educação/Institutos Federais, os projetos sociais devem ser realizados em todos os campi através de ações inclusivas e de tecnologias sociais, preferencialmente, para populações e comunidades em situação de risco, atendendo às áreas temáticas da extensão.

Quais são os programas e projetos sociais desenvolvidos atualmente?
São vários os programas. Todos os campi têm seus projetos, mas alguns fazem parte do IFCE em vários campi: Projeto Mulheres Mil; Pronatec; Centros de Inclusão Digital; cursos preparatórios para os cursos técnicos e/ou cursos técnicos integrados; e cursos preparatórios para o Enem e vestibular.

Programa Mulheres Mil

O que é Programa Mulheres Mil?
O Programa Nacional Mulheres Mil - Educação, Cidadania e Desenvolvimento Sustentável está inserido no Programa Brasil sem Miséria, integrando um conjunto de ações em prol de políticas públicas governamentais de inclusão educacional, social e produtiva de mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Quem responde pelo programa em níveis nacional e local?
A instituição coordenadora do Programa em nível nacional é a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC). Nos campi do IFCE, onde o programa já foi implantado existem os Escritórios de Acesso, compostos por coordenação e equipe executora.

Quem pode participar?
Mulheres de 16 a 70 anos de idade em situação de vulnerabilidade social de qualquer bairro, comunidade da cidade em que o campus estiver inserido

Quais as formas de acesso?
A seleção das mulheres ocorre semestralmente ou anualmente por meio de edital público que deve ter ampla divulgação. Geralmente, as etapas de seleção são compostas por análise de documentação e entrevista social.

Em quais campi do IFCE existe o Mulheres Mil?
No campus de Crateús, Fortaleza, Limoeiro do Norte, Quixadá, Iguatu, Canindé e Jaguaribe.

Pronatec

O que é Pronatec?
O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) tem como objetivo principal expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de Educação Profissional e Tecnológica (EPT) para a população brasileira. Para tanto, prevê uma série de subprogramas, projetos e ações de assistência técnica e financeira que juntos oferecerão oito milhões de vagas a brasileiros de diferentes perfis nos próximos quatro anos. No endereço eletrônico http://pronatecportal.mec.gov.br/faq.html, há uma seção de perguntas mais frequentes.

Como posso me inscrever no Pronatec?
Como existem várias iniciativas, não existe um sistema unificado de inscrições. As novas vagas serão abertas em escolas públicas estaduais, nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e nos Serviços Nacionais de Aprendizagem - como o Senai e o Senac. Cada uma dessas instâncias terá inscrições e critérios próprios para seleção de participantes no Pronatec.

Eu estou recebendo o seguro-desemprego ou a Bolsa Família e não estou matriculado em qualquer curso técnico. Vou perder o benefício?
Não se preocupe. Ninguém que já receba o seguro-desemprego terá o benefício cancelado. Futuramente, algumas pessoas que pedirem o benefício deverão fazer cursos gratuitos de qualificação profissional. Quanto aos programas de inclusão produtiva do Governo Federal, a lei não prevê a obrigatoriedade de matrícula para o recebimento desses benefícios.

O candidato que não tenha terminado o ensino médio pode participar do programa?
Os candidatos interessados em participar do Pronatec devem procurar sua instituição de ensino ou uma instituição federal em seu estado para saber mais sobre os critérios e condições de ingresso no programa.

Pessoas que já concluíram o ensino médio podem participar do Pronatec?
Sim, na modalidade Bolsa Formação Trabalhador.

Sou estudante e gostaria de saber se fui selecionado para um curso. O que faço?
Você deve entrar em contato com a instituição de ensino em que fez sua matrícula.

Fui selecionado pela minha escola, mas consta que sou “suplente”. O que isso significa?
A "suplência" é o mesmo que “segunda chamada”. Você deve entrar em contato com sua instituição de ensino para saber quando serão feitas as matrículas de segunda chamada.

Qual o valor da hora aula ministrada por um professor?
Existe um valor por aluno, repassado pelo FNDE para a instituição que oferece os cursos. A definição do pagamento do funcionário que irá ministrar o curso, fica a cargo de cada instituição.

Centros de Inclusão Digital (CID’s)

O que são os Centros de Inclusão Digital?
O Centro de Inclusão Digital é um ambiente com instalações e equipamentos que permitem a realização de cursos profissionalizantes e de atividades socioculturais. Além de favorecer a democratização do acesso à informação, por meio de biblioteca multimídia, laboratório de informática, sala de videoconferência e ambientes polivalentes. Os CID’s atendem, em média, a 60 estudantes por unidade.

Qual o objetivo dos Centros de Inclusão Digital?
Dar suporte aos municípios e distritos mais pobres e distantes, com serviços nas áreas da Tecnologia da Informação atuando com inovação tecnológica, internet, bibliotecas multimídias, capacitação profissional e a possibilidade de geração de emprego e renda.

Onde estão localizados?
Os 50 centros estão localizados em 22 municípios do estado do Ceará.

Cursos preparatórios para ingresso nos cursos técnicos do IFCE

O que são os cursos preparatórios para ingresso nos cursos técnicos do IFCE?
São cursos preparatórios para os cursos técnicos e/ou cursos técnicos integrados do IFCE realizados no Campus ou em alguma instituição parceira e ministrados pelos alunos do IFCE das mais diversas áreas, aos quais são concedidas bolsas de trabalho. Configurando-se como uma importante oportunidade de realizarem a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

Quem pode participar?
-Comunidade interna: alunos, professores e técnico administrativos do IFCE
-Comunidade externa: alunos oriundos de escolas públicas que estejam cursando o nono ano.

Como a comunidade externa pode fazer para participar do projeto?
No início do ano é aberto edital de seleção para inscrição para participar de uma prova objetiva nas seguintes áreas Área I: Códigos e Linguagens e suas Tecnologias (Língua Portuguesa e Literatura Brasileira); Área II: Ciências Humanas e suas Tecnologias (Geografia, e História), Área III: Ciências da Natureza e Matemática e suas Tecnologias (Biologia, Física, Química e Matemática).

Cursos preparatórios para o Enem e o vestibular

O que são preparatórios para ENEM e Vestibular?
São cursos preparatórios para o Vestibular e ENEM de Instituições de Ensino Superior, realizados no Campus do IFCE ou em alguma instituição parceira e ministrados pelos alunos do IFCE.

Quem pode participar?
-Comunidade interna: alunos, professores e técnico administrativos do IFCE.
-Comunidade externa: alunos oriundos de escolas públicas que estejam cursando o 3º ano do ensino médio.

Como a comunidade externa pode fazer para participar do Projeto?
Pode procurar as coordenações de extensão dos campi para saber onde as ações estão acontecendo, pois as instituições parceiras podem ser modificadas anualmente.

Projetos de Artes, Cultura, Desporto e Lazer

O que compreende os projetos de Arte, Cultura, Desporto e Lazer?
São ações desenvolvidas em grupos no IFCE ou em instituições parceiras que visam à inclusão de servidores, alunos e comunidade em atividades que fortaleçam o corpo e a mente para um melhor viver, desenvolvendo a sensibilidade, disciplina e solidariedade.

Cursos de extensão em diversas áreas

O que são cursos de extensão?
São cursos de qualificação e aperfeiçoamento profissionalizante através do conhecimento e inovações tecnológicas.

 

III - Eixo Empresarial



O que constitui o eixo empresarial?
Programa Parceiros no Campus, Central de Estágios e Empregos, parcerias em eventos externos, e Política de Empreendedorismo (incubadora, empresas juniores e cooperativas).

O que é o Programa Parceiros no Campus?
Por meio do projeto, as empresas parceiras terão a oportunidade de se apresentar à comunidade acadêmica do IFCE, de conhecer suas instalações e de interagir com seus dirigentes. De acordo com o interesse do visitante, cursos e palestras poderão ser realizados, bem como a coleta e análise de currículo e ainda a entrevista com os candidatos.

O que compreende a Central de Estágios e Empregos?
Tem como propósito fomentar o grande potencial dos seus alunos e egressos, por meio de parcerias com várias empresas e instituições de ensino, encontrar o estágio compatível com o nível dos seus discentes, conforme a sua área de formação, de modo a proporcionar-lhes experiências no mercado de trabalho que complementem os seus estudos acadêmicos, constituido-se o primeiro foco da central da Central , cuja ação se estende aos egressos do Instituto.

Em que período posso me matricular no estágio obrigatório?
Para o estágio supervisionado obrigatório, o aluno deve estar matriculado em um dos dois últimos semestres ou ter cumprido o número de créditos exigidos, conforme o que determina a matriz curricular de cada curso.

Como devo proceder para me matricular no estágio obrigatório?
A Coordenadoria de Acompanhamento de Estágios (CAE) expede a ficha de matrícula (pdf), o termo de compromisso de estágio (pdf) e o plano de atividades do estagiário (pdf). Preencha-os e apresente à Coordenadoria de Estágios a ficha de matrícula, o termo de compromisso de estágio e o plano de atividades do estagiário assinados e carimbados em 03 vias e ainda a cópia da apólice do seguro obrigatório (cláusula sétima do termo de compromisso), condições para que seja efetuada a matrícula no estágio. A partir dessa data, terá início a contagem das horas de seu estágio.

O que é a Incubadora de Empresas do IFCE?
A incubadora é uma ação pedagógica que oferece suporte aos alunos e egressos dos diversos cursos regulares da Instituição, para desenvolverem suas idéias e transformá-las em oportunidades de geração de negócios inovadores, que atendam as demandas do mercado.

Quais os serviços que a incubadora oferece?
Disponibilizamos consultorias especializadas, orientação técnica e gerencial, laboratórios compartilhados e infraestrutura básica composta de: recepção, secretaria, fax, telefone, acesso à internet, segurança e limpeza das áreas comuns e sala de reuniões.

Como fazer para participar da Incubadora?
Para participar, os interessados, após publicação de edital, apresentam o plano descritivo do empreendimento, que é analisado pela Comissão de Avaliação, de acordo com os critérios de seleção, adotados pela Incubadora do IFCE. Se aprovado, a iniciativa é submetida ao Conselho Consultivo da Incubadora para homologação.