Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > IFCE recebe conceito 4 em nova avaliação de recredenciamento

Notícias

IFCE recebe conceito 4 em nova avaliação de recredenciamento

ENSINO SUPERIOR

Comissão de especialistas do INEP atesta qualidade dos serviços prestados à sociedade em visita in loco
por publicado: 15/02/2017 14h29 última modificação: 16/02/2017 10h01

Todas as instituições federais e particulares que ofertam cursos superiores nas modalidades presencial e semipresencial no Brasil precisam passar sistematicamente por processo avaliação externa, promovido pelo Ministério da Educação, com o objetivo de aferir a qualidade dos serviços que oferecem à comunidade. 

As notas vão de 1 a 5 e são conferidas após visita in loco de comissão de especialistas à instituição avaliada, onde observam desde a estrutura organizacional aos investimentos promovidos nas áreas de ensino, pesquisa, extensão e de gestão. O processo é coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep. 

Como uma instituição multicampi, ou seja, com unidades espalhadas por todo o Estado do Ceará (32 em funcionamento), a análise do Instituto Federal do Ceará (IFCE) ocorre por meio de amostragem, isto é, sortearam-se os campi a serem aferidos. Em 2015, houve a avaliação do campus de Limoeiro do Norte e da Reitoria, órgão gestor da Instituição. 

Agora, em 2017, mais precisamente entre os dias 08 e 10 de fevereiro, o campus de Juazeiro do Norte foi o avaliado e recebeu o conceito 4, resultado divulgado no último dia 13. A nota, por sua vez, reflete os avanços que por que vem passando o IFCE nos últimos anos, principalmente em função de sua capacidade de organização político-pedagógica, de avaliação interna e de possuir um quadro técnico e docente qualificado. 

A comissão foi composta pelos professores Silvane Aparecida de Freitas, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul; Erineu Wonibaldo Schwingel, da Universidade do Sul de Santa Catarina; e Vander Mendes Lucas, da Universidade de Brasília.  Ainda vão passar por análise os campi de Sobral e de Fortaleza.

Por Antonio Alencar - Reitoria