Você está aqui: Página Inicial > Noticias > Notícias de destaques > Ex-aluno pesquisa tratamento e dessalinização de água em Israel

Notícias

Ex-aluno pesquisa tratamento e dessalinização de água em Israel

PESQUISA E INOVAÇÃO

Maurício Nunes Kleinberg fez graduação e mestrado no IFCE
publicado: 10/11/2017 16h53 última modificação: 11/11/2017 11h20
Maurício Kleinberg  - camisa azul - pesquisa tecnologias de convivência com a seca

Maurício Kleinberg - camisa azul - pesquisa tecnologias de convivência com a seca

O Ceará, assim como a maioria dos estados nordestinos, enfrenta, anualmente, o desafio de conviver com a seca que, em certos anos, ocorre com tanta força que provoca perda da lavoura e morte de animais, além de tirar o sertanejo de sua região. Apesar das políticas públicas implementadas pelo Estado, ainda são necessários investimentos em pesquisa, na busca por novas tecnologias, a fim de minimizar os efeitos da estiagem.

Uma das atuações do Instituto Federal do Ceará é a de contribuir com esse processo de convivência, por meio da formação técnica, superior, de pós-graduação e, principalmente, em pesquisas na área de inovação e de extensão tecnológica. O ex-aluno Maurício Nunes Kleinberg é prova desses esforços institucionais. Formado em Processos Químicos e mestre em Energias Renováveis pelo IFCE, o egresso estuda em Israel a dessalinização de água usando tecnologia de deionização capacitiva.

"Durante a graduação, fui contemplado com bolsa do Ciência sem Fronteiras para estudar e estagiar nos Estados Unidos. Sou grato a todos os que compõem o IFCE, em especial, aos professores Dr. Hugo Leonardo de Brito Buarque e Dr. Marcelo Monteiro Valente Parente, pela orientação nas pesquisas que realizamos juntos", ressaltou Maurício. O pesquisador foi para Israel, por meio do Masa, projeto em parceria entre a Agência Judaica e o governo israelense e, também, por ser esse país uma referência mundial em pesquisa sobre a convivência com a seca. "Também contei com a ajuda da Isabel Portugal, que lidera um projeto chamado NegevNet, cuja missão é criar parcerias entre as instituições acadêmicas de Israel e do Brasil. O segundo congresso do NegevNet acontecerá em Fortaleza em 2018", destacou.

Maurício, atualmente, faz estágio de pesquisa no grupo do Dr. Christopher Arnusch na Ben GurionUniversity, no campus SdeBoker. A pesquisa dele envolve o uso de novos materiais (grafeno) em tecnologias para o tratamento de água e dessalinização: "Mais especificamente, estou estudando a dessalinização de água usando tecnologia de deionização capacitiva. Busco conseguir uma vaga de doutorado em Israel", destacou. Ainda segundo ele, após a conclusão do doutorado, pretende continuar a carreira acadêmica como professor e pesquisador, além de estimular iniciativas e parcerias envolvendo Israel, Brasil, IFCE e outras instituições de ensino.

O Estado de Israel vem superando as suas dificuldades por meio da tecnologia, talvez seja uma das áreas mais secas do planeta. No Arava, por exemplo, região de cerrado de Israel, a adaptação de técnicas agrícolas sofisticadas às condições climáticas, onde a precipitação média anual é de menos de uma polegada (25 mm) e no verão as temperaturas sobem até 40° Celsius, tornou possível a criação de frutas e legumes fora de época, principalmente para exportação.

A tecnologia israelense pode ajudar o Ceará a superar as suas dificuldades. No dia 9 de novembro de 2017, o Governo do Ceará recebeu cinco Estações Móveis de Tratamento de Água (ETAs), adquiridas em Israel através de convênio, e que atendem a processos de dessalinização, descontaminação e purificação da água bruta. "Desejo que meus estudos em Israel possam fortalecer ainda mais a relação entre Ceará e Israel, para que a tecnologia israelense possa levar melhorias de vida à população cearense", finalizou.