Você está aqui: Página Inicial > Iguatu > Projeto da Enactus IFCE Iguatu é um dos quatro do mundo escolhidos pela Ambev e Yunus

Notícias

Projeto da Enactus IFCE Iguatu é um dos quatro do mundo escolhidos pela Ambev e Yunus

Entre os 72 projetos inscritos de países de todo o mundo, o projeto Mudas foi um dos quatro projetos escolhidos pela empresa.
publicado: 13/11/2017 19h13 última modificação: 14/11/2017 13h30
Integrantes do Time Enactus

Integrantes do Time Enactus

Uma das maiores empresas de bebidas do mundo, a AmbEV, em parceria com a Yunus Negócios Sociais, realizou uma seleção internacional de projetos para o seu programa “Aceleradora AMA – Inovação para Acesso à Água”. Ao todo, 72 projetos de vários países foram inscritos no programa, mas apenas quatro foram selecionados, entre eles o projeto Mudas, do Time Enactus do IFCE- campus de Iguatu. Agora o time vai participar de capacitações de três meses, desenhando modelos de negócios com o objetivo de deixar o projeto social escalável, ou seja, que possa ser reproduzido em grandes escalas.

A próxima etapa da Aceleradora AMA será fazer testes com as tecnologias em campo e observar os resultados. O projeto que demonstrar maior viabilidade será selecionado oficialmente após o período de “aceleração” e passará por um comitê de investimento que vai decidir se o projeto está apto a receber um aporte do Fundo de Investimentos da Yunus Negócios Sociais no Brasil. O valor investido é parte do lucro das vendas da AMA.

Atualmente, o projeto Mudas de Iguatu concorre com a startup norte-americana do Vale do Silício Tenkiv Nexus for Water Purification, que trabalha com a dessalinização de água utilizando painéis de energia solar; a italiana Warka Water, que usa o condensamento de ar para transformar a umidade em água potável; e a baiana Safe Drinking Water for All que utiliza energia solar e filtro de sisal para tratamento e potabilização de água de cisternas.

O líder do Time Enactus IFCE Iguatu, Kevin Brasil, diz que está pronto para os próximos desafios. “Os próximos 3 meses vão ser de muito aprendizado, de colocar a prática em campo, fazer novos testes, escolher comunidades-modelo e aplicar o empreendedorismo social deixando de fato as nossas comunidades ainda mais fortes”, diz. Ele comenta ainda que o resultado também foi fruto do apoio do time pelo Instituto Federal. “Ter uma empresa que acredita no potencial do seu projeto, faz a gente ver que tem o potencial de chegar a todas as comunidades do Brasil e até do mundo. Esse resultado é não só do time, mas de toda a nossa instituição”, finaliza.


Sobre a Yunus

A Yunus Negócios Sociais Brasil desenvolve negócios pelo país por meio de seu fundo de investimentos e aceleradora, promovendo também projetos sociais no meio acadêmico e realizando palestras, workshops e eventos por todo o Brasil. Na seleção de projetos para a Aceleradora AMA, a Yunus utilizou quatro critérios: 1) Urgência do problema social e potencial de impacto do negócio; 2) A solidez do plano de negócios, incluindo a sua sustentabilidade financeira; 3) O empreendedor ou grupo de empreendedores que estarão à frente do negócio; 4) Potencial de replicabilidade e/ou escalabilidade do negócio, o potencial de impacto social que a iniciativa pode gerar.

Sobre a AMA

A AMA, água mineral da AmbEV, promete reverter 100% do lucro obtido com suas vendas a projetos de acesso à água potável no semiárido brasileiro. Por meio de seu desafio Água AMA, que foi lançado às universidades do País, foram selecionados projetos que buscassem solucionar um dos problemas do semiárido brasileiro, que é a falta de acesso à água potável.