Você está aqui: Página Inicial > Crato > Notícias > I Olimpíada de Programação do IFCE - Campus Crato

Notícias

I Olimpíada de Programação do IFCE - Campus Crato

por publicado: 18/05/2010 00h00 última modificação: 10/03/2016 13h52

No último Sábado (dia 15) aconteceu no Crato a I Olimpíada de Programação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Crato. Esta olimpíada teve como objetivo principal incentivar os alunos do Curso Técnico em Informática no aprendizado das técnicas fundamentais da elaboração de programas de computadores.

Onde os alunos exercitaram seus conhecimentos utilizando a linguagem de programação Java. Esta linguagem é hoje a mais utilizada na produção mundial de software, se tornando bastante popular devido aos celulares atuais, que possibilitam a execução de programas desenvolvidos utilizando o Java.

Outro intuito da olimpíada foi despertar nos jovens a importância do trabalho em equipe, dado que só era permitido a inscrição de duplas no evento, com o intuito de exercitar este domínio. Além disto, a olimpíada foi útil para que os alunos aprendessem a trabalhar com a competitividade, requisito inerente ao mercado nos dias atuais.

A abertura da olimpíada aconteceu às 8h da manhã no próprio campus do instituto (na antiga escola agrotécnica federal do crato) no bairro Giséla Pinheiro, na estrada que liga o Crato à Nova Olinda. Estiveram presentes na abertura do evento, o recém empossado diretor o prof. Éder Cardoso, o prof. Joaquim Rufino (ex-diretor) e os coordenadores do evento. A coordenação do evento foi formada pelos professores: Yuri Lacerda, Robson Fechine e João Brito. Todos professores de informática do Instituto Federal.

O coordenador geral do evento, o prof. Yuri Lacerda, ressaltou a importância do evento para a região do cariri e a carência do mercado de trabalho por profissionais capacitados no desenvolvimento de software, principalmente com domínio na linguagem de programação Java. Outro fato importante é que esta é apenas a primeira olimpíada, pois pretende-se dar continuidade com outros eventos desta natureza. "Com a implantação do curso superior de Sistemas de Informação a partir do segundo semestre teremos a possibilidade de realizar esta competição juntamente com outras instituições de nível superior da região. Quem sabe no futuro possamos chegar a competir em níveis nacionais ou até internacionais?", disse o coordenador.

Os competidores tiveram três horas de competição com o intuito de resolver um caderno de 10 questões, onde cada dupla tinha acesso a um computador com todas as ferramentas necessárias. Após a conclusão de cada questão a equipe a submetia para a banca julgadora utilizando um sistema on-line. A correção era realizada em tempo-real, assim em caso de uma questão estar incorreta a equipe ainda teria tempo de corrigí-la e submetê-la novamente.

As equipes que se classificaram nos três primeiros lugares receberam certificados e premiações. A equipe "NossoCerebro[java]" formada pelos alunos Eduardo Carlos Pereira da Silva Proto e Francisco Diego Bezerra Soares ficou classificada em primeiro lugar. Em segundo lugar, ficou a equipe "Virtual Girls" formada pelas alunas Nara dos Santos Ferreira e Paula Tatyene Silva Dantas. Já a equipe "Feras da Programação" formada pelos alunos Marcelo José de O. Silva e Isabel Cristina Saraiva obteram o terceiro lugar.
O evento teve o apoio do Dr. Marco Aurélio, ortopedista da região, que incentivou desde o início a realização do evento e frisou da importância do desenvolvimento de tecnologia na região. Assim como o apoio do Deputado Federal Manoel Salviano, através do seu acessor Tales Macedo, que apresentou a importância que do deputado dá no incentivo de se desenvolver uma educação de qualidade na Região do Cariri. Também foi recebido o apoio de toda a direção do Instituto Federal do Ceará - Campus Crato, além da Coordenação de Informática e da Seção de Processamento de Dados (SPD).

Com a realização do evento foram arrecadadas algumas dezenas de quilos de alimentos que serão doados ainda esta semana a uma entidade filantrópica. Para cada inscrição no evento foi recebida uma quantia de no mínimo 4kg de alimentos.