Você está aqui: Página Inicial > Crato > Notícias > Estudantes participam de prática de flag football

Notícias

Estudantes participam de prática de flag football

A atividade faz parte de um projeto da disciplina de educação física
publicado: 09/09/2016 10h21 última modificação: 09/09/2016 10h21
Foto: Nadine Ribeiro Os estudantes se empolgaram com a parte prática.

Os estudantes se empolgaram com a parte prática.

Uma bola oval e duas fitas (ou flags) presas à cintura: esses são os equipamentos necessários para praticar o flag football, uma modalidade adaptada do futebol americano. Na tarde da última terça-feira (6), os alunos do campus de Crato do IFCE tiveram a oportunidade de conhecer e praticar um esporte diferente dos que estão habituados. A novidade chamou atenção e eles aprenderam termos técnicos, regras e a maneira de jogar.

Os professores Djevan Lopes e Miguelina Morais foram convidados para ajudar na implantação da modalidade. Lopes explica que todos podem praticar o flag football, que não tem tanto contato quanto o futebol americano. A maneira de parar o jogador da modalidade adaptada é arrancando uma das flags; já no esporte tradicional, os adversários tentam derrubá-lo para parar a jogada. Como não precisa de equipamentos de proteção, a adaptação não tem muitos custos e é usada para iniciar crianças e adolescentes no esporte tradicional americano.

Lopes e Morais trabalham com a divulgação do flag football nas escolas do Cariri: "A gente desde sempre teve a intenção de diversificar a cultura esportiva, de mostrar que existem possibilidades. O aluno tem a oportunidade de criar um esporte também".

Antes da prática no campus, houve um momento de apresentação do novo esporte. Além de conhecer as regras, os estudantes ficaram por dentro do histórico da modalidade e assistiram a vídeos para entender melhor a maneira de jogar. Depois, eles tentaram colocar em prática o que aprenderam. Aluno do terceiro ano de Informática, Matheus Pablo foi um dos cerca de vinte estudantes a participar da prática e aprovou a iniciativa: "Eu achei muito interessante, porque não fica só no futsal. Você tem uma vista dos outros esportes e pode se familiarizar com eles. Eu comecei no futsal, mas fui conhecendo os outros e gostando".

Segundo o professor Salviano Nobre, responsável pela iniciativa, o objetivo do projeto é mesmo esse: sair da monocultura do futebol e incentivar a prática de outros esportes. "A gente tem que quebrar com essa mesmice das aulas de educação física. A gente precisa lutar para que os alunos saiam da ociosidade e tenham um estilo de vida fisicamente ativo, mas isso não pode vir pela obrigação, precisamos ofertar oportunidades", explica o professor.

No campus, o aluno tem possibilidade de escolher entre vôlei de praia, futvôlei, futsal, futebol de campo, musculação, ginástica, judô e jiu jitsu. Além do flag football, o tênis e a capoeira também estão em processo de implantação. A ideia é que o estudante não seja obrigado a fazer uma atividade física específica, mas que experimente várias e possa decidir o que mais gosta.

Assunto(s): Esporte