Você está aqui: Página Inicial > Crato > Notícias > Estudantes celebram formatura no campus Crato

Notícias

Estudantes celebram formatura no campus Crato

Solenidade foi marcada pela felicidade da conquista, mas também por lágrimas de emoção
publicado: 29/02/2016 00h00 última modificação: 10/03/2016 13h52
Exibir carrossel de imagens Geo Brasil Formandos fizeram juramento.

Formandos fizeram juramento.

Quando um ciclo se encerra, há sempre um momento de rememorar o passado antes de se lançar nos novos desafios que o futuro promete. Foi o que aconteceu na noite de sexta-feira, 26, para os formandos do Ensino Técnico Integrado ao Médio do campus Crato. Com uma solenidade no ginásio do campus, estudantes, amigos, familiares e servidores do IFCE se reuniram para celebrar o fim de uma jornada e o início de outra.

Para Rennan Teles, orador da turma de Informática, o sentimento era de vitória: "É uma conquista de uma luta de três anos nessa instituição, uma luta muito válida, porque eu tive oportunidade de me desenvolver de uma forma inestimável". Rennan pretende ingressar no ensino superior e seguir com os estudos, além de atuar na área de empreendedorismo digital.

A mãe do estudante, Erlane Rodrigues, acredita que a formatura é "um grande começo para o futuro que ele vai ter". Segundo ela, o Instituto era a segunda casa de Rennan.

O sentimento de conquista é compartilhado por Leonardo Feitosa, escolhido como orador do curso técnico em Agropecuária. O orgulho pelo período passado no instituto também é grande: "Aqui, eu aprendi a gostar da Agropecuária. Amo minha profissão, agora que já posso dizer que sou técnico. Comecei minha faculdade de Fisioterapia e pretendo seguir nessa área, mas eu sempre vou ter o orgulho de dizer que sou formado pelo IFCE".

Para Hanna Agapto, que também cursou o técnico em Agropecuária, a formatura é um sonho realizado: "É um curso que eu gosto e foi uma experiência incrível". O projeto para o futuro já está traçado: "Meu plano é seguir na área, fazer faculdade de Medicina Veterinária e cada vez mais aprimorar meus conhecimentos".

Apoio das famílias

Assim como a família de Rennan, Fernanda Agapto, mãe de Hanna, também transbordava de orgulho pela conquista da filha, que no início chegou a pensar em desistir do curso. As dificuldades foram superadas graças ao apoio da família: "No começo, foi muito difícil para a Hanna se adaptar ao ensino integral, mas eu fui conversando com a ela, que acabou se acostumando e gostando do curso".

Diretor administrativo do campus e responsável por presidir a solenidade, o professor Joaquim Rufino Neto destacou a importância das famílias na formação dos estudantes. "A participação da família soma no projeto pedagógico da escola. As famílias se integram, os alunos vibram. Hoje é até um dia de tristeza para a gente, que está se desvinculando desses alunos. Mas por outro lado ficamos muito felizes em saber que o trabalho está no caminho certo e está produzindo os objetivos, que é qualificar para o mercado de trabalho, promover a inserção e, através disso, promover as políticas sociais e o bem-estar das famílias".

Saudade antecipada

A noite foi de felicidade pela conquista, mas também de lágrimas pela saudade que já bateu forte. "Vou sentir mais falta das amizades. Os colegas estavam com você o tempo todo, da hora de acordar à hora de dormir, e os servidores contribuíram de N formas para esse dia acontecer", afirma Leonardo.

Hanna também disse sentir saudades dos amigos e dos professores. Já Rennan Teles destacou que sentirá mais falta da liberdade e das oportunidades que o Instituto oferece.

Homenagens

A noite não foi de emoção somente para os estudantes e suas famílias. Alguns professores e servidores foram homenageados como patronos, madrinhas e paraninfos das turmas. Professor de Topografia do curso de Agropecuária e coordenador dos alojamentos estudantis, Clodoaldo Alves Lopes ficou sabendo da homenagem por whatsapp.

O professor já havia sido homenageado outras vezes, mas essa foi a primeira como patrono. "É uma sensação maravilhosa. Isso é uma honra muito grande para nós, que lidamos todo dia com eles, manhã, tarde e noite. É uma turma muito boa e eu fiquei realmente emocionado e muito feliz".