Você está aqui: Página Inicial > Crateús > Notícias > IFCE em Crateús usa peixes para combater Aedes Aegypti

Notícias

IFCE em Crateús usa peixes para combater Aedes Aegypti

Medida integra mobilização nacional contra os focos do mosquito
publicado: 11/02/2016 10h50 última modificação: 16/02/2016 14h52

Uma série de ações está sendo promovida pelo Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) na luta contra o mosquito Aedes Aegypti, responsável pela transmissão da dengue, febre chikungunya e do zika vírus. No campus de Crateús, a principal ação da campanha foi a introdução de peixes Guppy nos reservatórios de água. Trata-se de uma espécie que se alimenta das larvas dos mosquitos, controlando qualquer proliferação desses tipos de insetos na área.

De acordo com o coordenador de Infraestrutura do campus, Marcos André, essa medida segue orientações do próprio Núcleo de Endemias do município, não sendo necessária, inclusive, a cobertura dos reservatórios, já que o peixamento feito no local elimina a infestação do mosquito. A espécie de peixe, conhecida por Guppy, é pequena, comilona e pode se alimentar de 100% das larvas que emergirem em 24 horas no reservatório.

Além dessa medida, o campus tem promovido ações de conscientização dos servidores e alunos com recursos de divulgação, especialmente por meio de vídeos educativos e materiais impressos. O enfermeiro do campus, Sandro Freitas, ressalta que essa campanha será reforçada após o carnaval com outras ações como palestra e varredura no campus para eliminar possíveis focos do mosquito.

As ações do IFCE integram uma campanha nacional das instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em reforço à mobilização do governo brasileiro contra os focos do mosquito.

Elinaldo Rodrigues - Campus de Crateús