Você está aqui: Página Inicial > Crateús > Notícias > Crateús vai abrigar mais uma Feira da Agricultura Familiar

Notícias

Crateús vai abrigar mais uma Feira da Agricultura Familiar

Evento terá centenas de empreendedores, atividades de formação e diversas atrações artísticas
publicado: 25/05/2016 16h55 última modificação: 27/05/2016 08h25
Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária terá visitantes de todo o país

Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária terá visitantes de todo o país

A Feira da Agricultura Familiar e Economia Popular Solidária, que será realizada nos dias 2 e 3 de junho, chega a sua XII edição como o mais importante evento anual para o segmento na região. Cerca de 300 empreendimentos, nos ramos da culinária regional, artesanato, medicina alternativa e produtos agrícolas, além de diversas atrações artísticas são esperados para o epicentro da programação: a Praça Gentil Cardoso, no centro de Crateús.  A abertura oficial para o público será realizada às 19h, no dia 2 de junho.

A expectativa dos organizadores é que essa edição do evento atraia mais de 20 mil visitantes de todas as regiões do país.  Com participação de até 35 municípios, incluindo todo o sertão dos Inhamuns/Crateús, a feira contará com empreendedores do Ceará - e também de outros estados do país, como Piauí e Maranhão, já confirmados.

O propósito da Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária é levar ao público todo o potencial dos pequenos produtores rurais da região, com o grande diferencial da venda de forma direta ao consumidor, permitindo a comercialização de alimentos saudáveis, ainda frescos e 100% orgânicos, ou seja, sem a presença de nenhum tipo de agrotóxico.

Atividades no IFCE
Parceiro nessa realização, o IFCE campus de Crateús vai abrigar uma série de ações de formação que integram a Feira. A programação no campus consiste nas oficinas de: capacitação em produção com reciclagem, linha de crédito, grafite, desenho realista, cadastro ambiental rural e comercialização solidária. O local recebe ainda a oficina de realização audiovisual, a série documental "experiências de convivência com o semiárido", que terá início no dia 31 de maio.

Com participação de agentes da Cáritas Brasileira de todas as regiões do Brasil, o evento contará ainda com dois encontros nacionais, abordando o voluntariado e a convivência com o Semiárido, além de um encontro estadual de mulheres do semiárido. Tais ações serão realizadas no dia 2 de junho, também no campus de Crateús.
A realização do evento conta com o engajamento e participação de mais de 20 instituições, incluindo entes públicos e não governamentais, a nível nacional e internacional.

Intercâmbios
Este ano, a feira agrega outra importante novidade, que visa a potencializar os debates em benefício da agricultura familiar e a troca de saberes entre os empreendedores. Pela primeira vez, as oficinas formativas ampliam seus espaços de capacitação para outros municípios circunvizinhos, além de Crateús.

Tais intercâmbios serão realizados em Quiterianópolis, focando no tema da Bioágua; Ipaporanga, onde se abordará a Luta antimineração; Monsenhor Tabosa, tratando de experiências exitosas na criação de pequenos animais; Tamboril, destacando as políticas públicas voltadas para a convivência com o semiárido; Crateús, com o tema da preservação da natureza; e Independência, baseado nas experiências da Escola Familiar Agrícola Dom Fragoso relacionadas à pedagogia da Alternância e formação integral da juventude.

Sanfona, arte, cultura e tradição
 A programação da Feira reserva ainda muito espaço para atividades culturais e artísticas. Durante o período da noite, a Praça Gentil Cardoso será palco de muita poesia a apresentações de estilos musicais para todos os gostos, indo da MPB e do forró até o hip-hop.

Entre os destaques da programação cultural, o evento recebe a terceira edição do Festival da Sanfona da Região dos Sertões de Crateús, que ocorre na noite do dia 2 de junho. Com o intuito de estimular os artistas que se dedicam à interpretação instrumental da sanfona, o festival premiará cada participante com um cachê de mesmo valor, sem pódio de apresentações, cedendo um espaço que visa a promover um grande encontro de músicos, ouvintes e admiradores de um dos mais belos, populares e complexos instrumentos musicais.