Você está aqui: Página Inicial > Crateús > Notícias > Aula pública aborda relação entre o golpe de 64 e a crise política atual

Notícias

Aula pública aborda relação entre o golpe de 64 e a crise política atual

Evento será realizado nesta quinta-feira, 19, no auditório do campus
publicado: 16/05/2016 17h07 última modificação: 16/05/2016 17h10
Golpe de 64 foi marcada pelo autoritarismo

Golpe de 64 foi marcada pelo autoritarismo

A história política contemporânea brasileira é o foco da aula pública que será realizada no campus de Crateús, na próxima quinta-feira (19). O evento tem como tema “O Golpe de 64 e o Brasil de 2016: há o que Temer?”. Contará com a participação do sociólogo Rodrigo Santaella, professor do IFCE campus de Crateús, e de Sara Nina, do Coletivo Aparecidos Políticos.

Aberto à comunidade acadêmica do campus e ao público em geral, a aula pública pretende ampliar o debate sobre a relação entre a ditadura militar de 1964 e o contexto atual, ressaltando o processo de destituição da presidenta Dilma Rousseff.  

Rodrigo Santaella é professor de sociologia do Instituto Federal do Ceará e doutor em Ciência Política na USP, com pesquisa relacionada à produção intelectual marxista na América Latina. Mestre em Ciência Política pela UNICAMP (2013), com pesquisa sobre as relações do pensamento indianista boliviano com o marxismo.

O Coletivo Aparecidos Políticos desenvolve intervenções urbanas, escraches, grafites, lambe-lambe e rádio livre na luta por memória, verdade e justiça. O grupo atua identificado com as proposições da arte ativista e ativismo criativo. Surgiu depois de presenciarem a chegada dos restos mortais do desaparecido político Bergson Gurjão Farias, após 37 anos do desaparecimento dele pela Ditadura Militar (1964-1985).

SERVIÇO:

Aula Pública “O Golpe de 64 e o Brasil de 2016: há o que Temer?”
Data: 19 de maio, às 19h
Local: Auditório do IFCE campus de Crateús
Aberto ao público
Gratuito

Elinaldo Rodrigues – Campus de Crateús