Você está aqui: Página Inicial > Cedro > Notícias > Você conhece o Pibid?

Notícias

Você conhece o Pibid?

Bolsistas apresentam o programa e atividades realizadas no biênio 2014/2015
por Andressa Souza publicado: 25/02/2016 10h15 última modificação: 25/02/2016 10h45
Foto: Ítalo Costa Bolsistas apresentam atividades do Pibid em Cedro

Bolsistas apresentam atividades do Pibid em Cedro

Ao escolher a Licenciatura em Matemática como curso superior e formação profissional, é de se imaginar um grande amor pelos números por trás da decisão. Para um grupo específico de estudantes do campus de Cedro, há uma afeição ainda maior por estes: cinco letras, dois anos, 30 bolsistas, 380 pessoas diretamente atingidas. Ou, simplesmente, Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid).

Os integrantes do Pibid, tanto estudantes bolsistas quanto professores coordenadores, apresentaram o programa na manhã e na noite de ontem (24) aos alunos de Matemática. Além de exporem os objetivos da iniciativa, como incentivo à formação de professores para a educação básica, valorização do magistério, integração entre os níveis de educação e articulação entre teoria e prática, os bolsistas prestaram contas à comunidade das ações realizadas nos anos de 2014 e 2015.

Em dois anos de bolsa, os 30 estudantes contemplados atuaram em três escolas de Ensino Médio, nos municípios de Cedro, Icó e Várzea Alegre. Ao todo, foram 380 alunos atendidos pelas atividades promovidas, dentre aulas expositivas e dinamizadas utilizando softwares e jogos educativos, gincanas, simulados e preparatórios para exames como o Enem. Segundo os bolsistas, a ideia é desmistificar a Matemática e facilitar o processo de aprendizagem através de métodos que fogem do ensino mais tradicional.

A esses 380 alunos atingidos, somam-se 60 planos de trabalho elaborados, dez seminários, 28 apresentações em eventos e 19 oficinas.

Wesley Freitas foi bolsista do programa por duas vezes e atua no Pibid desde 2013. Após esse contato com a sala de aula na escola pública, ele destaca a felicidade de hoje poder ver seus antigos alunos como companheiros nos bancos de faculdade, inclusive no campus de Cedro. “Como professor, você ver aquela pessoa no nível superior e poder apontar e dizer 'foi meu aluno' é muito gratificante. É um incentivo”, relata.

Para a professora Roberta da Silva, uma das coordenadoras do Pibid no campus, é emocionante ter um grupo de alunos tão dedicados e comprometidos com a educação. “É na escola pública que a gente está fazendo a nossa história. É um aprendizado que vai por todas as frentes: teórica, prática e humana”, destaca.