Você está aqui: Página Inicial > Cedro > Notícias > Novembro Azul problematiza tabus e preconceitos

Notícias

Novembro Azul problematiza tabus e preconceitos

Urologista palestrante destacou importância do diagnóstico precoce
por Andressa Souza publicado: 20/11/2014 00h00 última modificação: 03/12/2015 09h49
Urologista estimula diagnóstico precoce e defende fim do tabu (Foto: Andressa Souza)

Urologista estimula diagnóstico precoce e defende fim do tabu (Foto: Andressa Souza)

O campus de Cedro do Instituto Federal do Ceará (IFCE) teve, na última terça-feira (18), uma noite dedicada à campanha do Novembro Azul, cuja missão é orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde, principalmente em relação ao câncer de próstata, o segundo tipo que mais mata homens no Brasil.

A programação organizada pela Coordenadoria de Assuntos Estudantis iniciou com palestra do urologista Nilson Diniz sobre a saúde do homem. Segundo o médico, ao contrário de outras doenças do mesmo naipe, o câncer de próstata não tem prevenção. Por isso, cresce a importância do diagnóstico precoce, realizado prioritariamente pelos exames de toque e de sangue.

“A gente precisa tratar e conscientizar essa nova geração que está se formando, trazer esse tema para a escola”, defende o especialista. “É importante quebrar esses tabus, evitar as piadas. O homem brasileiro é muito preconceituoso, machista, e isso interfere diretamente para fazer um diagnóstico mais precoce e atrasa o tratamento, levando muitos brasileiros a perderem sua vida”.

Ao final da palestra, alunos e servidores jogaram uma partida simbólica de futebol pela luta contra o câncer. Até o fim do mês de novembro, o IFCE – Campus Cedro se ilumina à noite em tons de azul como lembrete da campanha.