Você está aqui: Página Inicial > Cedro > Notícias > Mulheres Mil forma primeiras turmas em Cedro

Notícias

Mulheres Mil forma primeiras turmas em Cedro

70 alunas em situação de vulnerabilidade social cursaram dois cursos
por Andressa Souza publicado: 11/03/2015 00h00 última modificação: 23/11/2015 09h46
Exibir carrossel de imagens Programa atingiu mulheres desempregadas ou sem formação profissional (Foto: Andressa Souza)

Programa atingiu mulheres desempregadas ou sem formação profissional (Foto: Andressa Souza)

O dia começa bem cedo, trazendo consigo uma série de tarefas cujo ciclo nunca se encerra: cozinhar, lavar, passar, varrer, arrumar, cuidar de crianças. Chega a noite e bate o cansaço, mas entre novembro de 2014 e fevereiro de 2015, esse terceiro turno era preenchido por um desafio para 70 mães, esposas, filhas: participar do programa Mulheres Mil.


Vinculado ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o Mulheres Mil busca possibilitar o acesso exclusivo de mulheres historicamente em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade à educação profissional e tecnológica, estimulando a inclusão educacional e social. Parceiro da ideia, o IFCE – Campus de Cedro ministrou dois cursos na modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC): Instalador e Reparador de Redes de Computadores e Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão.


Quatro meses após o início, uma solenidade realizada na última quinta (5) no auditório do campus celebrou a conclusão das duas turmas. “Hoje para nós é um dia de superação, de vitória, pois o Pronatec Mulheres Mil veio para nos mostrar que somos capazes de vencer qualquer barreira, nos tornou mais confiantes e preparadas para o mercado de trabalho”, destacou Jucivânia Souza, concludente e oradora do curso de Instalador e Reparador de Redes de Computadores.


Para Cleonice Nascimento, aluna do curso de Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão, o programa gerou mudanças nas perspectivas de vida das estudantes. “O curso despertou a vontade de voltar às salas de aulas, de buscar novos conhecimentos, de alcançar a liberdade financeira. Tivemos a oportunidade de aprender a confiar em nós mesmas, de acreditar que somos capazes de desenvolver o que bem entendermos. Aprendemos que não temos que ser designadas para uma determinada função, pois o fato de sermos mulheres não nos impede de trabalharmos onde quisermos”, esclarece.


A solenidade foi presidida pelo diretor-geral do campus de Cedro, Fernando Melo, e contou com a presença das seguintes autoridades: Nilson Diniz, prefeito do município; Esmeraldina Bezerra, secretária de Educação; Regina Gomes, secretária de Ação Social; Glauber Moura, diretor de Administração e Planejamento; e Cláudia Jucá, assistente social do campus e representante da equipe Mulheres Mil na mesa.