Você está aqui: Página Inicial > Cedro > Notícias > Cedro discute pluralidade étnica e cultural

Notícias

Cedro discute pluralidade étnica e cultural

Semana da Consciência Negra traz palestra e cortejo de maracatu
por Andressa Souza publicado: 17/11/2014 00h00 última modificação: 03/12/2015 09h51
Exibir carrossel de imagens Desfile de maracatu iniciou no campus e desceu pelas ruas de Cedro (Foto: Andressa Souza)

Desfile de maracatu iniciou no campus e desceu pelas ruas de Cedro (Foto: Andressa Souza)

A Semana da Consciência Negra, proposta nacional de reflexão acerca da inserção do negro na sociedade brasileira, trouxe ao campusde Cedro do Instituto Federal de Educação (IFCE) mais do que debates sobre preconceito e inclusão.

Trabalho coletivo organizado pelos professores de Ciências Humanas, equipe de Assistência Estudantil e corpo discente, a Semana teve dois dias intensos de programação. Na última terça-feira (11), além das intervenções visuais na entrada do campus, houve palestra e performances artísticas, como as dos estudantes Iran Bezerra, que declamou o poema “Pai Nosso dos Negros” e Tarciana Cardoso, protagonista de uma provocação teatral sobre a aceitação social dos negros.

Na manhã seguinte, a partir de uma articulação entre o campus e o Sesc Iguatu, o maracatu Vozes da África, campeão do Carnaval de Fortaleza, desfilou em cortejo dentro do próprio campus e pelas ruas de Cedro. Com o intuito de mobilizar a comunidade local para a valorização da cultura popular, o desfile embalado pelo batuque e pelas canções típicas atraiu olhares curiosos e admirados para os personagens fantasiados e maquiados.

Segundo o professor Givaldo Pereira, à frente da organização do evento, a ideia inicial foi promover a educação multicultural e o pluralismo dentro da escola. O resultado, contudo, foi além. “Demos satisfação para além dos muros da escola de que estamos preocupados em viver bem, independente de cor, de orientação sexual, de opção por religião… A gente viveu tanto isso aqui dentro que externalizou, foi para a rua mostrar que estava funcionando aqui dentro”, acredita.

Clique para conferir vídeo e mais fotos do cortejo.