Você está aqui: Página Inicial > Cedro > campus_cedro > O campus

O campus

por IFCE publicado 16/07/2015 16h21, última modificação 04/01/2016 08h58

Entrada do campus Cedro (Foto: Regivano Oliveira)

Histórico

O IFCE – campus Cedro iniciou sua trajetória na segunda metade da década de 1980. Resultado do Programa de Expansão e Melhoria do Ensino Técnico (PROTEC), criado em 1986, teve sua construção iniciada em 1989 e a obra inaugurada em 1994. A unidade, autorizada em maio de 1995, entrou em funcionamento em 11 de setembro do ano com a oferta do Pró-Técnico, curso preparatório para ingresso de seus cursos de Mecânica e Eletrotécnica.

No início de suas atividades, o atual IFCE – campus Cedro configurava uma Unidade de Ensino Descentralizada de Cedro (UNED – Cedro) da, então, Escola Técnica Federal do Ceará (ETFCE). Esta, em 1999, foi transformada em Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará (CEFETCE) mantendo, porém, a designação de UNED para as sedes no interior do estado.

Criado oficialmente no dia 29 de dezembro de 2008, pela Lei nº 11.892, sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Instituto Federal do Ceará congrega os extintos Centros Federais de Educação Tecnológica do Ceará (Cefets/CE) e as Escolas Agrotécnicas Federais dos municípios de Crato e de Iguatu. O IFCE tem hoje 25 unidades, distribuídas em todas as regiões do Estado, sendo 23 campi efetivamente implantados, localizados nos municípios de Acaraú, Aracati, Baturité, Camocim, Canindé, Caucaia, Cedro, Crateús, Crato, Fortaleza, Iguatu, Jaguaribe, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Morada Nova, Tabuleiro do Norte, Tauá, Tianguá, Quixadá, Sobral, Ubajara e Umirim, e dois campi avançados em implantação, nos municípios de Guaramiranga e Jaguaruana.

 Em constante processo de desenvolvimento, o campus de Cedro abrange um total de 14 municípios em um raio de 80 km, dentre os quais destacam-se Iguatu, Icó, Várzea Alegre e Lavras da Mangabeira. Atualmente, oferece à população os cursos técnicos em Eletrotécnica e Mecânica, técnicos integrados em Eletrotécnica, Informática e Mecânica, técnico integrado em Eletrotécnica na modalidade Educação de Jovens e Adultos, além dos cursos superiores de Tecnologia em Mecatrônica Industrial, Licenciatura em Matemática e Sistemas da Informação.

 

Missão


Imbuído do seu papel perante a sociedade e atuando com sensibilidade para enfrentar os desafios impostos pela realidade socioeconômica, política e cultural da região, o IFCE – campus Cedro tem buscado privilegiar ações que contribuam para a melhoria da qualidade do ensino, proclamando desta forma seus três princípios axiológicos fundamentais: Ética, Competência e Compromisso Social.  

A missão educacional do campus Cedro é produzir, disseminar e aplicar os conhecimentos científicos e tecnológicos na busca de participar integralmente da formação do cidadão, tornando-a mais completa, visando sua total inserção social, política, cultural e ética.

As características e as finalidades do Instituto Federal do Ceará – campus de Cedro, como as demais instituições que integram a Rede Federal de Educação Tecnológica, são definidos por meio de legislação específica. De acordo com o artigo 6º da Lei nº. 11.892/2008, as finalidades são:

  • Ofertar educação profissional e tecnológica, em todos os seus níveis e modalidades, formando e qualificando cidadãos com vistas à atuação profissional nos diversos setores da economia, com ênfase no desenvolvimento socioeconômico local, regional e nacional;
  • Desenvolver a educação profissional e tecnológica como processo educativo e investigativo de geração e adaptação de soluções técnicas e tecnológicas às demandas sociais e peculiaridades regionais;
  • Promover a integração e a verticalização da educação básica à educação profissional e educação superior, otimizando a infraestrutura física, os quadros de pessoal e os recursos de gestão;
  • Orientar sua oferta formativa em benefício da consolidação e fortalecimento dos arranjos produtivos, sociais e culturais locais, identificados com base no mapeamento das potencialidades de desenvolvimento socioeconômico e cultural no âmbito de atuação do Instituto Federal;
  • Constituir-se centro de excelência na oferta do ensino de ciências em geral e de ciências aplicadas, em particular, estimulando o desenvolvimento de espírito crítico, voltado à investigação empírica;
  • Qualificar-se como centro de referência no apoio à oferta do ensino de ciências nas instituições públicas de ensino, oferecendo capacitação técnica e atualização pedagógica aos docentes das redes públicas de ensino;
  • Desenvolver programas de extensão e de divulgação científica e tecnológica;
  • Realizar e estimular a pesquisa aplicada, a produção cultural, o empreendedorismo, o cooperativismo e o desenvolvimento científico e tecnológico;
  • Promover a produção, o desenvolvimento e a transferência de tecnologias sociais, notadamente as voltadas à preservação do meio ambiente.