Você está aqui: Página Inicial > Aracati > Notícias > Projeto de Aracati beneficia Associação Peter Pan

Notícias

Projeto de Aracati beneficia Associação Peter Pan

Sistema criado no IFCE dá mais agilidade à coleta de informações sobre pacientes
publicado: 01/02/2017 16h16 última modificação: 02/02/2017 13h16
Doação foi feita no dia 16 de dezembro de 2016

Doação foi feita no dia 16 de dezembro de 2016

Uma pesquisa realizada no campus de Aracati do IFCE e financiada pela própria instituição e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) vai melhorar a rotina dos pacientes e dos profissionais da Associação Peter Pan, que funciona em Fortaleza e atende crianças e adolescentes com câncer. O objetivo é criar um banco de dados para modernizar e dar mais agilidade à coleta de diversas informações sobre os atendimentos realizados.

“Nós desenvolvemos um sistema web que permite inserção de informações em um banco de dados, como nome dos pacientes, dos responsáveis por esses pacientes, condições de saúde e de domicílio”, explica a professora Carina Oliveira, um das idealizadoras da pesquisa. “A nossa ideia é que, a partir dessas informações, seja possível extrair dados que apoiem a tomada de decisão dos gestores, ou seja, eles agora podem saber, por exemplo, quantos pacientes foram atendidos por ano, ou quantos atendimentos foram feitos de acordo com o município dos pacientes”, acrescenta.

A pesquisa começou a ser realizada em fevereiro de 2015 e o sistema foi implantado ainda no primeiro semestre do ano passado. Além de Carina, o professor Reinaldo Braga também participa do projeto, que conta ainda com seis bolsistas do curso de Bacharelado em Ciência da Computação de Aracati. Atualmente a equipe monitora o uso do sistema e atende demandas de acordo com a necessidade da Associação Peter Pan.

DOAÇÃO DE TAMPINHAS
Além da criação de um sistema para coleta de dados, o IFCE identificou outra oportunidade de ajudar as crianças em tratamento: a coleta de material reciclado como papel e tampinhas de garrafas PET. No dia 16 de dezembro, a estudante Jaciana Barbosa, que também participa da pesquisa, esteve em Fortaleza para doar 22 mil tampinhas, que serão revertidas em dinheiro para financiar o trabalho da Associação Peter Pan. “Pra mim é muito gratificante fazer parte desse projeto porque nós estamos ajudando crianças e esse sistema vai melhorar o trabalho que a Associação Peter Pan já faz”, diz ela.

registrado em: ,
Assunto(s): Pesquisa em saúde